Importação e exportação da China deste ano está melhor que 2017

Fonte: CRI Published: 2018-12-07 19:09:00
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

A importação e a exportação chinesa registraram um rápido crescimento neste ano. Até meados de novembro, o volume do comércio internacional já ultrapassou o total do ano passado. O porta-voz do Ministério do Comércio chinês, Gao Feng, afirmou na quinta-feira (6) em Beijing que o comércio internacional do país continuou a ter um suporte forte e que adotará mais medidas para promover o desenvolvimento de qualidade do comércio. Ouça a reportagem.

Dados alfandegários indicam que o volume de importação e exportação de bens de janeiro a meados de novembro deste ano já ultrapassou o total de 2017 que foi quase 28 trilhões de yuans, com um aumento de 15% em comparação com o ano passado. Gao Feng explicou que o desenvolvimento da inovação, a recuperação da demanda do mercado internacional e o crescimento estável da economia nacional garantiram o acréscimo da importação e exportação. Ele acredita que no próximo ano, o comércio internacional da China continuará a ter um suporte forte.

“Dos fatores internos, com o aprofundamento da reforma do lado da oferta na área de comércio exterior, a estrutura de importação e exportação continuou a melhorar. A inovação prosseguiu reforçando o papel de força-motriz do desenvolvimento e o potencial de importação continuou a se liberar. Dos fatores externos, mesmo com os desafios do protecionismo e do unilateralismo, a tendência de globalização econômica não mudou. A demanda dos principais mercados no mundo ainda está acrescentando.”

De janeiro a outubro, a importação e exportação chinesa nos principais mercados, incluindo, União Europeia, Estados Unidos, Associação das Nações do Sudeste Asiático, Japão e países do Brics, tiveram um crescimento total de 10%. O aumento nos países do Brics chegou ao recorde de 22,7%. Gao Feng disse:

“A China está acelerando a diversificação dos mercados do comércio exterior. A flutuação nos mercados isolados influenciou pouco o desenvolvimento do setor. Aliás, a China está estimulando o potencial de importação. O comércio do país continuará a andar para frente no próximo ano.”

Segundo o relatório recente do FMI, a previsão para o volume de comércio de bens e serviços de 2019 é de 4%. Porém, esse valor ainda será melhor do que a previsão para o crescimento econômico que é de 3,7%. Gao Feng revelou que a China adotará várias medidas para garantir o desenvolvimento de qualidade do comércio.

“Vamos acompanhar com atenção a situação comercial. Continuar a simplificar e descentralizar os poderes governamentais, melhorar os serviços, lançar mais facilidades, baixar o custo das empresas de importação e exportação, bem como promover a diversificação de mercados.”

Tradução: Florbela Guo

Revisão: Diego Goulart

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Hebei: colheita e secagem da pimenta no inverno
China lança novo robô de quatro patas, com capacidade de correr e subir escadas
Ponte de Guantang em Liuzhou
Paisagem invernal do lago Zhangdu
Chengdu aposta na criação de “bosques verticais”
Cozinheiros participam de competição de habilidades culinárias em Hebei

Notícias

Importação e exportação da China deste ano está melhor que 2017
China exige dos EUA e do Canadá a liberação imediata da alta funcionária de Huawei
Abrindo uma janela de esperança com benefício recíproco para mundo multipolar
Plataforma mundial do comércio eletrônico do Grupo Alibaba é estabelecida na Bélgica
Situação de emprego mantem-se estável em 2018
Washington realiza 11º Diálogo Anual China-EUA de CEOs e ex-Funcionários Públicos Sêniores