Comentário: Quais são as palavras não ditas do Brexit?

Published: 2018-11-22 20:16:31
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Os 28 países membros da União Europeia devem se reunir no dia 25 deste mês para discutir o acordo final da saída do Reino Unido do bloco. O Gabinete da primeira-ministra britânica, Theresa May, já aprovou o texto de 585 páginas, classificando-o como a melhor versão para levar às negociações. É previsto que a cúpula termine com uma declaração entre Reino Unido e União Europeia. O Brexit entra na fase decisiva, assim como o futuro dos dois lados.

Visando garantir o andamento do processo, Theresa May foi na quarta-feira (21) à Bruxelas para falar diretamente com o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker. Apesar de não ter revelado o conteúdo, o porta-voz da entidade indicou o bom progresso da conversa.

De fato, existe divergência entre o Reino Unido e a União Europeia em relação à separação. Temas como distribuição do direito de pesca nos mares concernentes, apelo da soberania de Gibraltar pela Espanha e também o comércio bilateral ainda não foram determinados. Após o encontro com Juncker, May disse que voltará a Bruxelas para debater essas questões.

As negociações são intensas e acompanhadas pelas críticas. Mas na verdade, a premiê May e os líderes da União Europeia sabem claramente que nada vai mudar com o Brexit. Os interesses comuns fazem com que as duas partes cheguem a um consenso e deixem de lado as controvérsias.

Com base neste consentimento, o Reino Unido confronta aparentemente com a União Europeia, mas atrás da tensão a saída é ficar. Por isso, May persiste no atual texto de acordo apesar da pressão política no país. O acordo final do Brexit anuncia a retirada do Reino Unido no sentido institucional, mas assegura sua permanência no bloco.

Como por exemplo, a Irlanda do Norte Britânica e a Irlanda manterão o trânsito livre de pessoas e produtos até que o Reino Unido e a União Europeia cheguem a uma solução para resolver a questão das fronteiras. Isto quer dizer que o mercado britânico continua fazendo parte do mercado do bloco e da união aduaneira.

De certo modo, o esquema expõe a linha de fundo de ambos os lados, que é manter o atual status. Mesmo que União Europeia e Reino Unido venham a ter um novo arranjo no futuro, a movimentação de pessoal e trocas de bens não vão piorar em relação ao que está agora. Neste caso, a ação do Brexit não faz nenhuma diferença essencial na realidade.

Citando alguns diplomatas em Bruxelas, a imprensa alemã apontou que a declaração política a ser divulgada pelo Reino Unido e a União Europeia não traz mudança para o seu relacionamento. Até pode dizer que Reino Unido continua sendo membro do bloco europeu. Um resultado que satisfaz ambas as partes.

comentarista: Zhao Ke

tradução: Isabel Shi

revisão: KeilaCândido

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Alunos de Qingdao fazem arte criativa com folhas
Panorama aéreo da ponte Leixin em Jiangxi
Exibição em homenagem aos 40 anos da reforma e abertura recebe visitantes estrangeiros
Pessoas da étnia Miao celebram festival tradicional em Guizhou
Fotos aéreas de cidade Yangzhou
Paisagem de neve do monte Huashan em Shaanxi

Notícias

Comentário: Quais são as palavras não ditas do Brexit?
Satélite sino-brasileiro de recursos terrestres é exemplo da Cooperação Sul-Sul
Inaugurado Salão Chinês na Cidade do Panamá
CCTV: procuradoria britânica retira acusação contra correspondente chinesa
Comentário: Nova aproximação forma um arco-íris ligando China e Filipinas
Câmara de Comércio de Zhejiang contribuirá ainda mais para relações China-Brasil