Cisco: Empresas com visão estratégica descobrirão potencial do mercado chinês

Published: 2018-08-08 20:33:08
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

A famosa empresa Cisco dos Estados Unidos tem aberto desde 1998 mais de 30 filiais na China, e também estabeleceu centros de pesquisa e desenvolvimento em várias cidades chinesas como Beijing, Shanghai, Shenzhen e Hangzhou. Nos últimos anos, a China tem dedicado esforços para a melhoria do ambiente de negócios, estimulando várias empresas de capital estrangeiro, incluindo a Cisco, a expandirem seus negócios no país.

Zhang Jin, gerente do departamento fiscal da Cisco Tecnologies Beijing, disse numa entrevista que uma série de medidas de reforma tomadas pela China, especialmente a unificação dos impostos estatal e local, cobrança do imposto sobre valor agregado em vez do imposto sobre vendas, e adoção do procedimento aduaneiro integrado, ajuda eficazmente as empresas a reduzirem custos e aumentarem a eficiência.

“Com a aplicação das medidas de reforma, muitos assuntos tributários são tratados agora pelo sistema de registro em vez do sistema de aprovação e o procedimento se tornou mais transparente. Graças à campanha de facilitação dos assuntos tributários, os contribuintes diminuem seus custos, economizam tempo e aumentam a eficiência ao tratar dos assuntos relacionados aos impostos. Agora, a criação de uma nova empresa demora menos tempo do que antes. Se for mais rápido, precisa apenas de cinco dias para concluir todos os procedimentos e a empresa já pode iniciar seus negócios.”

Segundo dados, no primeiro semestre deste ano, cerca de 30 mil novas empresas com participação de capital estrangeiro foram estabelecidas na China. O investimento estrangeiro efetivamente utilizado do país aumentou 4,1% para US$ 68 bilhões em comparação com o registrado no mesmo período do ano passado.

Para promover o desenvolvimento da economia real, o governo chinês anunciou estender este ano o desconto do imposto sobre o custo de pesquisa e desenvolvimento para todas as empresas. Prevê-se que esta medida trará uma redução de impostos em 65 bilhões de yuans às empresas. O governo garantiu ainda uma diminuição tributária em 1,1 trilhão de yuans para os agentes do mercado neste ano. Além disso, o país vai impulsionar uma abertura ao exterior de alta qualidade e aperfeiçoar as políticas de estímulo para o reinvestimento de lucros dos capitais estrangeiros.

Em relação às perspectivas futuras, Zhang Jin disse que como fornecedora de soluções para problemas cibernéticos, a Cisco vê com bons olhos o desenvolvimento do mercado chinês.

“A China é a segunda maior economia do mundo, também uma economia emergente, que manteve um forte crescimento do mercado nos últimos anos. Acho que qualquer empresa com visão estratégica prestará muita atenção e entrará no mercado chinês. Muitos novos equipamentos de Internet, empresas de Internet e novos modelos de negócios têm suas origens na China, a Cisco interpreta tudo isso como boas oportunidades. Perante o desenvolvimento da Internet, a Cisco pode oferecer suas próprias soluções, além de vender seus produtos de alta tecnologia no mercado chinês.”

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Concurso tradicional de beleza da minoria étnica de Yi
Cópias fidedignas de murais e esculturas das Grutas Mogao expostas em Dunhuang
Fotos aéreas mostram período de cheias na Cachoeira Hukou
Festa das Tochas da etnia Yi
São Paulo realiza 25ª Bienal Internacional do Livro
Vista aérea do Lago Lugu

Notícias

Comentário: Escolha difícil para Donald Trump na investigação sobre a intervenção russa na eleição americana
Imprensa da RPDC diz que EUA devem mostrar boa vontade e respeito com ação verdadeira
Presidente do Irã diz que EUA devem cessar ameaças para depois negociar
Florestamento em deserto abre porta para o enriquecimento no norte da China
Guerra comercial produz sua primeira vítima: o setor automotivo
Terremoto de magnitude 7,0 deixa 82 mortos na ilha Lombok, Indonésia