Especialistas dizem que fricções com EUA não impactam desenvolvimento chinês

Published: 2018-06-20 17:33:16
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Após publicar a lista de produtos chineses sujeitos ao aumento de tarifas dos EUA, Washington anunciou recentemente que irá impor mais tarifas contra produtos chineses em um valor total de US$ 200 bilhões. Para especialistas chineses, as fricções comerciais entre a China e os EUA não terão grandes impactos à tendência estável do desenvolvimento econômico da China.

O economista-chefe da Zhongtai Securities, Li Xunlei, disse que os EUA abandonaram os consensos atingidos com a parte chinesa. A acção, portanto, viola as leis de mercado.

“Os EUA tomaram essa ação unilateral ignorando o fato de que o comércio sino-norte-americano consiste em uma relação ganha-ganha. A meu ver, os dois países possuem uma grande complementaridade no comércio, e as fricções comerciais não fazem bem para ninguém. A China não tem medo de ser envolvida, e as medidas adotadas pelos EUA terão impactos limitados à China.”

O valor dos produtos chineses na primeira lista foi de US$ 50 bilhões, ou seja, 2% do volume total da exportação da China. Para o economista-chefe da Guotai Junan Securities, Hua Changchun, a China persiste em estratégicas flexíveis nas negociações com os EUA. O país asiático continuará a ampliar sua abertura ao exterior. Para Hua, independentemente das políticas que os EUA tomam, a tendência de crescimento econômico da China não será afetada.

“A economia chinesa mantém um crescimento saudável e acelerado. Atualmente, o dividendo demográfico da China desempenhou um papel positivo no desenvolvimento econômico. O nível de educação dos trabalhadores chineses tem sido elevado constantemente. A China tem agora mais de 900 mil engenheiros e gradua 1,5 milhão de estudantes de ciências e engenharia a cada ano. Isso favorecerá o crescimento do setor de alta tecnologia. Por outro lado, a participação do consumo no crescimento econômico do país tem aumentado de forma estável, e a reforma do lado da oferta tem registrado resultados positivos nesses anos.

Nos últimos anos, disse Li Xunlei, a taxa de lucros das empresas chinesas cresceu constantemente, e o investimento no setor privado voltou a crescer de forma estável.

“A economia da China apresentou um sinal de desenvolvimento estável. A velocidade de crescimento se mantém em um nível relativamente alto, enquanto a qualidade desse crescimento tem sido elevada constantemente. Ao mesmo tempo, o país registra crescimento no lucro das empresas e nas receitas tributárias.”

O porta-voz do Ministério do Comércio da China anunciou ontem (19) que, perante das mudanças exteriores, a China vai persistir no seu próprio ritmo de ampliar a reforma e abertura, servir ao povo e promover um crescimento de alta qualidade.

 

Tradução: Li Jinchuan

 

 

 

 

 

 

 

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Observatório de deteção de raios cósmicos em construção no sudeste da China
Xi'an inicia preservação do portão da cidade antiga renomada
Corrida terreste do barco-dragão para crianças em Zhejiang
Artista folclórico de Hunan faz cabeças de dragão há mais de 40 anos
Novo trem de levitação magnética da China sai da linha de produção
Rodovia no Deserto Taklimakan em Xinjiang, noroeste da China

Notícias

Trump manda criar força espacial
Semana de Filmes do Cinturão e Rota cria nova via de intercâmbio internacional
ONU emite declaração condenando ataques terroristas no Afeganistão
Cineastas ao longo do Cinturão e Rota se reúnem para promover cooperação
Chineses aproveitam Festival do Barco-Dragão para festejar e viajar
Yunnan ajuda 253 mil pessoas a sair da pobreza