Semana de Filmes do Cinturão e Rota cria nova via de intercâmbio internacional

Published: 2018-06-19 16:54:04
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

A cidade de Shanghai foi palco do 21º Festival Internacional de Filmes de Shanghai, importante evento no círculo de filme e televisão da China. A Semana de Filmes do Cinturão e Rota, novo bloco do festival deste ano, atraiu cineastas provenientes dos países da iniciativa Cinturão e Rota, entre eles Romênia, Malásia, Índia e Egito, além da anfitriã China.

Como uma das principais atividades da Semana de Filmes, uma mesa redonda sobre a arte cinematográfica foi realizada ontem (18) em Shanghai. Os cineastas discutiram questões referentes às perspectivas do festival de filmes, sobre a cooperação regional e o intercâmbio cultural. O presidente do Festival Internacional Transilvânia, da Romênia, Tudor Giurgiu, disse que seu país vai elaborar em breve uma nova lei sobre filmes estrangeiros. A lei vai favorecer a entrada de grupos internacionais da indústria cinematográfica.

“Recentemente, o governo da Romênia aprovou uma lei que visa reduzir as taxas para a produção de filmes por grupos estrangeiros. A redução poderá ser de até 35%. No ano passado, alguns filmes dos EUA e da Índia foram filmados no país. Mas, até agora, nenhum cineasta chinês esteve na Romênia produzindo filmes. Eu espero que o nosso país passe a ser conhecido pelos chineses, porque temos praias bonitas e montanhas magníficas, acho que são cenários atrativos para cineastas chineses.”

O Festival Internacional de Filmes de Shanghai foi criado em 1993. Este ano, a proposta do Cinturão e Rota enriqueceu ainda mais o conteúdo do festival, que já tem uma história de 25 anos. Em 2016, o Festival de Filmes de Shanghai criou uma categoria permanente intitulada Cinturão e Rota, e assinou um acordo cooperativo do quarteto com o Festival de Filmes Tallinn Black Nights da Estônia, com o Festival Internacional do Cairo do Egito, e com o Centro Nacional de Filmes da Geórgia.

Em 2017, representantes de 13 países, incluindo a Hungria, a Grécia e as Filipinas, assinaram um memorando de cooperação cinematográfica incorporado da proposta Cinturão e Rota.

Neste ano, a Liga dos Filmes do Cinturão e Rota foi criada para ampliar ainda mais a cooperação internacional do setor. Para a gerente do centro de filmes do Festival de Shanghai, Fu Wenxia, o mecanismo oferece uma plataforma para diversos países compartilharem experiências cinematográficas.

“Esse mecanismo de cooperação vai ampliar o nosso círculo de amigos. Essa não é uma cooperação bilateral, mas multilateral. Podemos fazer novas amizades e promover o intercâmbio cultural através da transmissão de artes cinematográficas.”

A presidente do Festival Internacional de Filmes da Malásia, Joanne Goh, disse esperar que a China possa continuar a promover o novo mecanismo.

“A meu ver, a Liga dos Filmes do Cinturão e Rota é uma ótima plataforma onde diferentes países podem compartilhar seus filmes e estreitar, dessa forma, os intercâmbios culturais.”

 

Tradução: Li Jinchuan

Edição: Rafael Fontana

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Observatório de deteção de raios cósmicos em construção no sudeste da China
Xi'an inicia preservação do portão da cidade antiga renomada
Corrida terreste do barco-dragão para crianças em Zhejiang
Artista folclórico de Hunan faz cabeças de dragão há mais de 40 anos
Novo trem de levitação magnética da China sai da linha de produção
Rodovia no Deserto Taklimakan em Xinjiang, noroeste da China

Notícias

Trump manda criar força espacial
Semana de Filmes do Cinturão e Rota cria nova via de intercâmbio internacional
ONU emite declaração condenando ataques terroristas no Afeganistão
Cineastas ao longo do Cinturão e Rota se reúnem para promover cooperação
Chineses aproveitam Festival do Barco-Dragão para festejar e viajar
Yunnan ajuda 253 mil pessoas a sair da pobreza