Chineses aproveitam Festival do Barco-Dragão para festejar e viajar

Published: 2018-06-18 20:04:06
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

No dia 5 do quinto mês do calendário lunar é celebrado na China o Festival do Barco-Dragão. Nesta segunda-feira, 18 de junho no calendário gregoriano, chineses de todas as regiões do país realizaram atividades como a tradicional corrida de barcos-dragões ou comer bolinhos de arroz glutinoso para se lembrar dessa data que é celebrada há 2 mil anos.

O Festival do Barco-Dragão era um dia muito importante para os ancestrais chineses homenagearem o deus do rio e o deus do dragão no litoral nordeste da China. Dois mil anos atrás, o renomado poeta da China antiga Qu Yuan se suicidou no rio neste dia. Ele era perseguido pela corte. Desde então, pessoas de todo o país começaram a rememorar o dia para homenagear o poeta considerado patriota.

O Festival da Primavera, o Festival Qingming, o Festival da Lua e o Festival do Barco-Dragão são considerados os quatro principais festivais tradicionais da China. Em 2009, o Festival do Barco-Dragão foi listado como patrimônio cultural imaterial da Humanidade.

No Parque Nacional Qinhu, na cidade Taishou, província de Jiangsu, foi realizada uma corrida de barcos-dragões que atraiu muitos turistas.

“Essa é a minha primeira vez participar na corrida de barcos-dragões. Para mim, o resultado da competição não é importante. É uma experiência muito legal estar aqui e sentir a atmosfera festiva.”

Muitas regiões da China agora estão no verão, justamente durante o Festival do Barco-Dragão. Como o clima está quente, os chineses costumam tomar o banho de ervas nesse dia para se refrescarem. Além disso, comer Zongzi, ou bolinho de arroz glutinoso, é uma das tradições mais importante durante essa festividade. Os Zongzi variam em forma, tamanho, sabor e preparo, de acordo com a região em que é preparado.

No Museu do Costume Popular de Beijing, a visitante Li, proveniente de Hong Kong, disse que através das atividades obteve um conhecimento mais profundo sobre esse festival tradicional.

“Eu pude conhecer melhor as tradições tradicionais do nosso país após visitar o museu. As arquiteturas exibidas nesse museu são muito raras em Hong Kong, como essa porta da dinastia Yuan. As actividades do Festival do Barco-Dragão são também muito interessantes. Eu nunca tinha visto algo assim em Hong Kong.”

Coincidindo com o fim-de-semana, o Festival do Barco-Dragão deste ano é um feriado prolongado de três dias na China. Muitos chineses aproveitam a oportunidade para viajar. A vice-secretária da Associação do Costume Popular da China, Zhang Bo, disse que o Festival do Barco-Dragão é mais que um festival tradicional da China. Ele é também um reflexo da visão do mundo dos chineses.

“O festival é uma tradição em mudanças. Em diferentes épocas, a forma de celebrar o festival é diferente. Eu acho que o festival não é o tempo para fazer compras, mas um momento para pensar na história e se conectar com o mundo.”

 

Tradução: Li Jinchuan

Edição: Rafael Fontana

 

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Novo trem de levitação magnética da China sai da linha de produção
Rodovia no Deserto Taklimakan em Xinjiang, noroeste da China
Artesã de Hebei faz cortes de papel com temas da Copa do Mundo
Preparação de zongzi: Tradição chinesa às vésperas do Festival do Barco-Dragão
Pandas jogam futebol em Sichuan para saudar Copa do Mundo
Jogadores realizam jogo na água em Nanchong

Notícias

Yunnan ajuda 253 mil pessoas a sair da pobreza
Inaugurado 21º Festival Internacional de Cinema de Shanghai
Estado Islâmico assume autoria do atentado a bomba no Leste do Afeganistão
Para o Pai – Xi Jinping e seu pai
China consegue melhor resultado na redução da pobreza
Zhashui reduz pobreza com desenvolvimento da medicina tradicional chinesa