Brasil quer impulsionar turismo aos chineses

Published: 2018-06-04 17:54:33
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Brasil quer impulsionar turismo aos chineses

Foi realizado no dia 31 de maio, o Dia do Brasil no Centro Nacional de Conferência de Beijing, durante a 5ª Feira Internacional de Comércio de Serviços da China. Como o principal país convidado da feira, o governo brasileiro enviou uma delegação de mais de 90 pessoas, incluindo vários altos funcionários públicos para participar do evento.

O vice-ministro do Turismo do Brasil, José Antônio Parente, discursou na cerimônia de abertura do Dia do Brasil. Ele afirmou que o Brasil presta alta atenção ao mercado de turismo da China, e os chineses obterão mais conveniências para viajar ao Brasil.

“O governo brasileiro, por meio do Ministério do Turismo, também tomou uma série de iniciativas para facilitar a entrada dos viajantes chineses ao país. Entre elas, está a facilitação do visto, a partir de um acordo firmado em 2017, e que ampliou de 3 meses para 5 anos o visto de turista com múltiplas entradas, com estadia de até 90 dias. Além disso, junto com o Ministério das Relações Exteriores e a nossa embaixada em Pequim, estamos acompanhando também a expansão de outros vistos.”

As estatísticas mostram que em 2017, apenas 23% dos chineses viajaram ao Brasil com o objetivo de fazer turismo, e a maioria chegou ao Brasil para negócios. Portanto, Parente disse que tem ainda um espaço muito grande para atrair turistas chineses e a cooperação turística trará benefícios recíprocos para ambos os países.

“Pretendemos fazer campanhas de promoção e divulgação do Brasil na China, vamos participar em novembro da Expo Shanghai. Queremos aumentar a divulgação do Brasil aqui na China e vamos adotar uma política mais agressiva de informação, para mostrar o Brasil. Acertamos ontem dois grandes acordos de cooperação com a China quanto à montagem de roteiros. Da mesma forma queremos que mais brasileiros venham à China, um país milenar e que se renova a cada dia, com um patrimônio natural e histórico riquíssimo. Todos ganharemos com essa cooperação.”

Além do turismo, a China e o Brasil têm também boa perspectiva de cooperação na área do comércio de serviços. No ano passado, o valor total das exportações dos serviços do Brasil à China atingiu US$ 230 milhões. O vice-ministro brasileiro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Douglas Ferreira, disse:

“A ação do governo está centrada no compromisso e reforço de 4 eixos de atuação: melhoria do ambiente de negócios no setor de serviços, financiamento e garantia às exportações, economia de serviços e comércio eletrônico e facilitação do comércio de serviços. Com a feira, temos a oportunidade de retomar projetos em temas estratégicos, como economia digital, comércio eletrônico, serviços de alto valor agregado, serviços esportivos, investimentos em turismo e infraestrutura.”

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Centro de Imprensa da Cúpula da OCS abrirá as portas a 6 de junho
Parque Nacional de Shennongjia em Hubei
Beijing revela planos de construção para as instalações da Olimpíada de Inverno
Atividades na China recebem Dia Internacional da Criança
Lago Tai adquire coloração amarela devido ao excesso de algas
Biblioteca em pousada atrai turistas em Zhejiang

Notícias

Brasil quer impulsionar turismo aos chineses
Presidente sul-africano recebe chanceler chinês
Lanternas da China são exibidas em famoso parque de miniaturas da Bélgica
Estudantes estrangeiros experimentam patrimônios culturais intangíveis da China
Empresa chinesa de nova energia avança com internacionalização
Wang Yi se reúne com chanceler da Rússia na África do Sul