China estabelecerá sistema de ajuda para reabilitação de crianças deficientes

Fonte: CRI Published: 2018-06-01 21:29:18
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O Gabinete de Imprensa do Conselho de Estado da China anunciou hoje (1) que, a partir do dia 1º de outubro deste ano, o país contará com um sistema de ajuda para a reabilitação de crianças portadoras de deficiência.

O programa irá oferecer cirurgias, aparelhos de assistência e treinamentos de reabilitação às crianças deficientes ou autistas, entre zero e seis anos de idade. Meninos deficientes de famílias de baixa renda, bem como órfãos adotados por instituições de caridade estão incluídos no sistema.

Por meios médicos, educacional, psicológico e de assistência, a reabilitação de crianças portadoras de deficiência visa auxiliá-las a recuperar ou compensar funções perdidas. Ao mesmo tempo, pretende aliviar disfunções e aumentar a capacidade de autocuidado, assim como fomentar a participação social.

Dados revelam que, atualmente, a China possui 1,7 milhão de crianças deficientes entre zero e seis anos. O vice-presidente do conselho da Federação das Pessoas Portadoras de Deficiência da China, Jia Yong, apresentou o documento Opinião sobre Estabelecimento do Sistema de Ajuda para Reabilitação de Crianças Deficientes.

Segundo ele, a infância é o período dourado para a recuperação das deficiências. A maior parte dos meninos e meninas podem melhorar suas funções corporais caso as doenças sejam descobertas, diagnosticadas e cuidadas em uma etapa inicial. Assim, disse ele, o projeto ajudará a reduzir a carga econômica e espiritual dessas famílias. Além disso, as crianças podem ir à escola e trabalhar, contribuindo para a sociedade.

“O alvo do programa são as crianças autistas ou as que possuem deficiências visual, auditiva, física, de linguagem ou de inteligência, com idades entre zero e seis anos. Iremos oferecer serviços básicos de reabilitação a fim de aliviar disfunções, melhorar o estado funcional, aumentar a habilidade e o autocuidado, assim como fomentar a participação social.”

Jia Yong afirmou que o sistema de recuperação fornecerá operações, aparelhos de assistência e treinamentos de reabilitação a crianças portadoras de deficiência das famílias de baixa renda. Órfãos adotados por instituições de caridade também serão beneficiados.

“Neste momento, escolhemos programas de reabilitação que foram implementados há muitos anos, amplamente aplicados e que tiveram bons resultados recuperativos. Por exemplo, para crianças com deficiência auditiva, a implantação coclear, aparelhos auditivos e treinamento de funções auditivas e de linguagem.

Para crianças com deficiências físicas, operações ortopédicas, aparelhos de assistência e treinamento funcional. Para as com defasagem intelectual, treinos de conhecimento e de autocuidado. Quanto às autistas, oferecemos reabilitações para capacidades de linguagem e de interação social.”

Fundos destinados à ajuda para recuperação de crianças deficientes irá compor o orçamento dos governos provinciais e municipais. As finanças centrais também atribuirão subsídios com esse fim. A meta é tratar todas as crianças nessas condições até 2020.

Tradução: Joaquina Hou

Revisão: Rafael Fontana

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Beijing revela planos de construção para as instalações da Olimpíada de Inverno
Atividades na China recebem Dia Internacional da Criança
Lago Tai adquire coloração amarela devido ao excesso de algas
Biblioteca em pousada atrai turistas em Zhejiang
Robôs-bombeiro em utilização em Hangzhou
Vista noturna de Qingdao

Notícias

​Heiko Maas recebe chanceler chinês
Presidente alemão recebe chanceler chinês
Brasil aprofunda cooperação em serviços com China na Feira de Beijing
Xi Jinping e crianças
Incêndio no Canadá mata uma estudante chinesa e deixa outros feridos
Festival de arte dos países da OCS é inaugurado em Beijing