Brasil aprofunda cooperação em serviços com China na Feira de Beijing

Fonte: CRI Published: 2018-05-31 20:27:18
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

A 5ª Feira Internacional para Comércio de Serviços da China (CIFTIS), também conhecida como Feira de Beijing, é realizada neste ano entre os dias 28 de maio e 1º de junho, em Beijing. O Brasil é o país homenageado deste ano. Em cerimônia de abertura do pavilhão do Brasil, realizada no dia 28, o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços do país, Marcos Jorge de Lima, afirmou que a China e o Brasil possuem amplo espaço na cooperação do comércio de serviços.

Nos últimos anos, os governos da China e do Brasil têm valorizado o intercâmbio e as cooperações nos serviços. Em 2016, o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços do Brasil (MDIC) e o Ministério do Comércio da China assinaram o Memorando de Entendimento para Cooperação em Comércio de Serviços. Foram incluídas no documento colaborações nas áreas como informática, transporte, turismo, terceirização de serviços, consultoria e medicina tradicional chinesa, entre outras.

No ano passado, os dois países fecharam o Plano de Ação de Dois Anos para o MoE. No plano, foram destacados setores como arquitetura, consultoria, construção, informática, comércio eletrônico e automatização de bancos, turismo, cultura e medicina tradicional chinesa. Lima discursou sobre a importância das relações comerciais bilaterais.

“Nós estamos aumentando as nossas trocas de serviços desde 2016, quando o ministro, Marcos Pereira, esteve aqui assinar o memorando de entendimento, o que está nos possibilitando ser o país homenageado nesta edição da CIFTIS. Então, saio daqui com a certeza e a convicção de que nós estaremos ampliando as nossas trocas de serviços com a China. Esta vinda faz parte da nossa estratégia, de levarmos o Brasil para o mundo, que tem sido orientada pelo presidente Temer. E nós estamos ampliando as nossas exportações e serviços. É fundamental e estratégico para o Brasil, sobretudo para a China, onde temos um comércio muito forte de bens, o nosso principal parceiro comercial e serviços.”

O Brasil enviou uma delegação robusta para participar da Feira de Beijing de 2018. O grupo, coordenado por Lima, traz o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, oficiais de governos federais e estaduais, assim como empresários. Diferentes sessões de promoção serão realizadas durante a feira.

O Dia do Brasil, no dia 29, demonstrou a importância dos serviços para as relações sino-brasileiras. Além disso, a sessão de promoção de oportunidades de investimento do Brasil foi realizada nesta quinta-feira (31). Segundo o secretário-executivo do MDIC, Douglas Ferreira, o país tem três aspirações na Feira de Beijing.

“O primeiro é ampliar a exportação dos serviços brasileiros. É por isso que hoje no Brazilian Day estamos fazendo apresentação de várias empresas brasileiras, algumas que já operam aqui, outras que têm potencial também para começar os serviços com a China. O segundo ponto é atração de investimento pelo Brasil, muito relacionada ao turismo. Então, a gente tem grandes projetos como resorts e infraestrutura turística no Brasil, os projetos que estão prontos e maduros para receber o investimento chinês. E o terceiro ponto é trazer um pouco da cultura brasileira também para cá.”

Tradução: Joaquina Hou

Revisão: Rafael Fontana

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Códigos QR feitos de fibra de bambu ajudam região chinesa a combater a pobreza
França bate a Croácia por 4 a 2 e é bicampeã mundial
Paisagem de Wanfenglin na cidade de Xingyi, província de Guizhou
Festival Internacional de Escultura em Areia de Zhoushan
Alta temporada de turismo em Dunhuang
Conferência de Internet da China 2018 realizada em Beijing

Notícias

Livro ‘Xi Jinping, a Governança da China' é promovido nos Emirados Árabes Unidos
China resolve com eficiência excesso de capacidade produtiva, diz especialista chinês
Equipes encontram última vítima do naufrágio na Tailândia
EUA e RPDC concordam em reiniciar busca por restos mortais de soldados americanos
Beijing finaliza 5ª Formação de Professores Chineses de Português
Xi Jinping inicia ações diplomáticas para países em desenvolvimento