Shenzhen adota medidas para baixar custo e aumentar eficiência da logística

Fonte: CRI Published: 2018-05-28 21:27:24
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Shenzhen ficou conhecida como a janela da Reforma e Abertura da China em 1978. Trata-se da primeira cidade do país a ter desenvolvido a logística moderna como um pilar industrial. Nos últimos anos, o município se empenha para aprofundar a reforma sistemática, melhorar a realocação dos recursos e incentivar a inovação das empresas de logística. Desta maneira, as autoridades conseguiram baixar o custo e aumentar a eficiência da indústria, assim como fomentar o desenvolvimento da economia real.

A companhia japonesa Kintetsu Logistics está situada na zona franca do distrito de Futian, em Shenzhen. Por meio de inovações no modelo e tecnologia de gerência, a Kintetsu Logistics conseguiu uma administração digitalizada, automatizada e inteligente. Em um programa de distribuição de materiais, o centro de logística realiza, em uma média diária, de 80 a 120 mil operações de entrada e saída da armazenagem. A taxa de erro é inferior a 0,003% e a duração de resposta a encomendas é de apenas 1 hora e meia, superando o limite do setor.

Segundo o presidente do Conselho de Administração da Kintetsu Logistics, Shinsuke Fujimura, desde a fundação, há 20 anos, sua empresa tem crescido rapidamente em escala e rendimento, em decorrência da política no delta do Rio das Pérolas, bem como das vantagens da localidade e da liberação aduaneira. O ambiente favorável para os negócios, as políticas de incentivo à pesquisa e desenvolvimento, inovação e empréstimo destinadas às companhias estrangeiras, disse Fujimura, auxiliam a contrabalançar em certo grau o aumento de custo e a competição acirrada.

“São políticas em favor do avanço da minha empresa. A pesquisa e a aplicação de um sistema inteligente, representado pelo robô de armazenamento AGV, receberam muito apoio e estímulos do governo.”

O fundo especial para a logística moderna se destaca nas políticas de apoio promulgadas pela cidade de Shenzhen. O fundo, estabelecido há mais de 10 anos, concedeu financiamento a 800 empresas de logística chinesas e estrangeiras. Os 900 milhões de yuans distribuídos neste processo promoveram o desenvolvimento e a inovação dessas companhias.

Após anos de esforços e progressos, o setor logístico de Shenzhen se transformou de tradicional para a mais moderna. Surgiu na região um grupo de companhias do setor que oferecem serviços para toda a cadeia de suprimentos, atuando em prol da manufatura local.

Em 2017, o valor movimentado pelo setor aumentou 227,6 bilhões de yuans em comparação com o ano anterior. A cifra representa mais de 10% do PIB municipal e se situa acima da taxa de crescimento pelo 10º ano consecutivo. Um responsável da Comissão de Transporte de Shenzhen, Zhao Shuyuan, apresentou a situação atual da logística na cidade.

“Shenzhen conta com aproximadamente 40 mil companhias de logística. Entre elas, 90 são conhecidas como modelos e 10 registram uma renda superior a 10 bilhões de yuans. Cerca de 80% das empresas de cadeia de suprimentos na China estão situadas em Shenzhen.”

Tradução: Joaquina Hou

Revisão: Rafael Fontana

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Vila de Pescadores
Parque Nacional do Pantanal Puzhehei em Yunnan
Agências dos correios temáticas do “Sapo Viajante” em destaque em Shanghai
O Museu da Reforma e Abertura em Shekou
Fotos de atriz Ning Chang
Vista aérea da zona cênica da montanha Laoshan em Qingdao

Notícias

Liga Internacional de Bibliotecas do Cinturão e Rota é fundada em Chengdu
Inaugurado Fórum sobre antiterrorismo da FPAPC, em Beijing
Para especialista chinês, nova regulação da UE favorece proteção de dados
BYD vence licitação para primeiro monotrilho transoceânico brasileiro
Putin recebe vice-presidente chinês
China divulga planos para aprofundar reforma e abertura em zonas de livre comércio