China corta tarifa de importação de carros

Published: 2018-05-23 17:42:02
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

 

O comitê de impostos aduaneiros do Conselho de Estado da China anunciou ontem (22) uma redução de tarifas para importação para carros, a partir do dia 1º de julho.

Para as importações de carros, a tarifa sobre 139 itens serão rebaixadas e unificadas em 15%, representando queda entre 25% e 40%. As tarifas para 79 itens de autopeças serão reduzidas para 6%, uma queda de 46%.

Com a medida, a taxa tarifária média sobre carros ficará em 13,8%. O Ministério das Finanças defende um sistema de comércio multilateral. Rebaixar as tarifas de importação de automóveis é um importante passo para expandir a reforma e a abertura

O analista da China Merchants Securities, Wang Liusheng, disse que a redução de tarifas corresponde à previsão do mercado e à realidade do setor de automóveis da China.

“O setor de automóveis da China tem capacidade de resistir ao impacto trazido pela redução de tarifas. Por outro lado, essa é uma ação correspondente ao planejamento governamental, é considerada um reajuste normal.”

A China possui o maior número de venda de carros do mundo em nove anos consecutivos. Quase todas as grandes companhias internacionais estabeleceram joint venture na China e conseguiram um bom desenvolvimento. Os fabricantes chineses iniciaram também seu processo ao exterior por meio de cooperações internacionais e aquisições. O vice-secretário-geral da Associação de Automóveis da China, Luo Lei, disse que o setor de automóveis da China já possui competitividade internacional.

“Após 20 anos de acumulação, o setor de automóveis da China já conseguiu sair da fase menos desenvolvida. Temos agora capacidade de pesquisa independente e propriedade intelectual em muitos aspectos.”

Em 2017, a China importou 1,21 milhão de carros, um aumento de 16,8%. Para Wang Liusheng, a redução de impostos não vai causar grande impacto ao setor. Ao mesmo tempo, isso favorecerá a venda de carros importados na China e aumentará a diversidade de oferta no mercado chinês.

“A venda de carros importados no ano passado ocupou apenas 4% da venda total do país. Por esta razão, acho que a redução de impostos não vai causar grande impacto ao setor. Deverá ter um crescimento na importação de carros, mas a marca doméstica permanecerá em posição dominante no mercado chinês.”

Com as tarifas mais baixas, os impostos de valor agregado e de consumo de automóveis importados também serão diminuídos.

 

Tradução: Li Jinchuan

Revisão: Diego

 

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Rússia lança nota de 100 rublos comemorativa da Copa do Mundo 2018
Cerimônia de graduação realizada na Universidade de Artes de Nanjing
Festival das flores: Chelsea Flower Show
10,000 visitantes compartilham tofu de 3,5 toneladas
Começou a Semana de Ciência e Tecnologia em Beijing
Parada de Dança de Nova York

Notícias

China corta tarifa de importação de carros
Conheça o “Banco da Vida” em Shenzhen, maior banco de genes do mundo
Presidente da Argentina recebe Wang Yi em Buenos Aires
Wang Yi aborda complementariedade econômica com chanceler da Bulgária
Inovação tecnológica contribui para o desenvolvimento de Shenzhen
Chanceler chinês pede multilateralismo e melhoria da governança global