Especialistas veem mais oportunidades de cooperações entre China e República Dominicana após o estabelecimento das relações diplomáticas

Published: 2018-05-02 17:30:39
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Especialistas veem mais oportunidades de cooperações entre China e República Dominicana após o estabelecimento das relações diplomáticas

O ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, e seu colega dominicano, Miguel Vargas, assinaram no dia 1ºde maio, em Beijing, o Comunicado Conjunto sobre o Estabelecimento das Relações Diplomáticas entre a República Popular da China e a República Dominicana. Wang Yi apontou que o estabelecimento das relações oficiais abriu uma nova página histórica para as relações entre os dois países. Vamos ser bons irmãos a impulsionar a Cooperação Sul-Sul e defender os interesses dos países em desenvolvimento, acrescentou Wang Yi.

O pesquisador do Departamento de América Latina da Academia de Ciências Sociais da China, Xu Shicheng, disse que o estabelecimento das relações diplomáticas entre a China e a República Dominicana é a aspiração comum e tendência geral.

“Nos últimos anos, o valor do comércio bilateral foi de cerca de US$ 2 bilhões anuais. A China é o segundo maior país importador de produtos da República Dominicana, ou seja, a China já é um dos principais parceiros comerciais do país caribenho.”

Xu acha que o estabelecimento das relações diplomáticas trará mais oportunidades para as cooperações entre a China e a República Dominicana, e também entre a China e a região da América Latina e do Caribe.

“Acredito que no futuro, os dois países farão intercâmbios culturais e acadêmicos mais frequentes e mais trocas econômicas e comerciais. Mais empresas chinesas  se estabelecerão na Republica Dominicana. O estabelecimento das relações diplomáticas vai impulsionar as comunicações entre os dois países na política, economia e comércio, cultura, ciências e tecnologias, educação, entre outras áreas.”

O economista dominicano e consultor para o comércio entre a China e a região da América Latina e do Caribe, Samuel Catrain, acredita que após o estabelecimento das relações diplomáticas, a China e a República Dominicana terão mais espaço de cooperação nos setores político, econômico e comercial, turístico, entre outros. Ele sublinhou que a República Dominicana vê com bons olhos a iniciativa chinesa “Um Cinturão e Uma Rota” e agora, seu país tem condições para participar desta iniciativa.

“O estabelecimento das relações diplomáticas abriu comunicações diretas entre nossos governos, e fico muito feliz que a República Dominicana poderá participar da inciativa do Cinturão e Rota. Como um bom parceiro caribenho da China, a República Dominicana pode impulsionar os intercâmbios entre a China e a região. Fico otimista pela perspectiva das cooperações bilaterais no futuro e creio que os dois países conseguirão mais êxitos.”

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Museu de Aviação da China
Novo parque temático foi inaugurado na China
Geoparque da Montanha Dabie de Huanggang
Exibição Automotiva Internacional de Beijing
Qual é o primeiro passo para ser um criador de pandas?
Atividade do Dia Espacial da China é realizada em Harbin

Notícias

Papua Nova Guiné e Quênia integram-se a banco asiático de infraestrutura
Trabalhadores chineses que contribuem para o desenvolvimento do país
Índice de Gerentes de Compras de manufatura da China permanece estável
Trabalhadores recebem elogios de presidente chinês
Espaço cibernético será alvo principal de supervisão de direitos autorais da China
Segundo Seminário “China Contemporânea” é realizado na Unicamp