Amizade entre a China e a RPDC é importante para defesa da paz

Fonte: CRI Published: 2018-03-28 20:51:08
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

A convite do presidente da China, Xi Jinping, o líder máximo da República Popular Democrática da Coreia (RPDC), Kim Jong Un, fez a primeira visita não oficial ao país de seu mandato. A situação da Península Coreana toma um rumo favorável. A visita de Kim Jong Un ajudará o desenvolvimento saudável das relações bilaterais, além de avançar com as mudanças positivas na Península.

A amizade tradicional entre a China e a RPDC data da antiga geração de líderes. Ela tem sido cultivada com prudência e constitui o fundamento das relações bilaterais. A China dedica-se sempre ao desenvolvimento da boa vizinhança entre os dois países.

Desde o 18º Congresso Nacional do Partido Comunista da China (PCCh), Xi Jinping e Kim Jong Un se comunicaram por meio de telefonemas de congratulação, mensagens orais, cartas autógrafas e assinadas. Os dois líderes frisaram que a amizade tradicional entre os dois países deve ser desenvolvida. Além disso, devem promover o desenvolvimento saudável das relações bilaterais partindo da conjuntura regional e mundial.

No atual contexto, as relações saudáveis entre a China e a RPDC não são apenas uma herança da amizade tradicional, mas também correspondem às exigências do desenvolvimento da economia e melhoria de vida da população.

O 19º Congresso Nacional do PCCh destacou o conceito de desenvolvimento centrado no povo e projetou a construção de um poderoso país socialista modernizado. Após a tomada de posse, Kim Jong Un afirmou que melhorar a qualidade de vida é o trabalho mais urgente do Partido dos Trabalhadores da RPDC (WPK). O desenvolvimento da economia não é apenas o desejo dos dois partidos, mas também corresponde às expectativas do povo.

Ao mesmo tempo, as relações saudáveis entre a China e a RPDC são as maiores forças da defesa da paz regional e mundial. Nos últimos anos, a China tem insistido na desnuclearização da Península Coreana, apesar das tensões e ataques do exterior. O país também tem defendido a paz e a estabilidade da região e persiste em solucionar o problema por meio de diálogos. Tudo isso demonstra que as políticas chinesas são sempre formuladas a partir da paz e bem-estar do povo.

A situação na Península Coreana mudou positivamente desde o início de 2018. A RPDC e a Coreia do Sul se comunicaram estreitamente durante as Olimpíadas de Inverno de PyeongChang e um encontro entre os líderes dos EUA e da RPDC foi confirmado. Estes progressos mostram que a iniciativa de “duas suspensões” proposta pela China é uma medida apropriada ao problema, servindo como base para o diálogo da Península. Em decorrência disso, nos últimos dias, o presidente norte-americano, Donald Trump, conversou com Xi Jinping, por telefone, e transmitiu sua concordância quanto à iniciativa chinesa.

A China tem desempenhado um papel único na resolução das pendências da Península Coreana. As relações positivas entre a China e a RPDC garantirão não apenas uma solução por meio de diálogos, mas também salvaguardarão a paz do nordeste asiático e do mundo.

Tradução: Joaquina Hou

Revisão: Layanna Azevedo

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Leopardos marinhos descansam no mar perto de Panjin
Sexta edição da Art Basel Hong Kong
Fotos de cantora Karen Mok
Livraria à beira-mar em Hainan atrai leitores
Flores de cerejeira com luz noturna formam cena especial
Beijing emite primeiras matrículas temporárias de veículos de condução automática

Notícias

Coreia do Sul entrega a China restos mortais de mais 20 soldados do Exército Voluntário do Povo Chinês
Aumento de tarifas é irracional, diz vice-premiê belga
Equidade comercial virá com mais negócios entre China e EUA, diz Li Keqiang
Shanghai reúne 300 representantes em cúpula para desenvolver energia verde
Representantes de propriedade intelectual dos Brics se reúnem em Chengdu
Conferência dos Presidentes dos Supremos Tribunais da China e dos Países de Língua Portuguesa aprova Declaração de Guangzhou