Intercâmbio interpessoal e cultural China-EUA constrói ponte de amizade entre os dois países

Fonte: CRI Published: 2017-11-07 18:00:03
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Intercâmbio interpessoal e cultural China-EUA constrói ponte de amizade entre os dois países

O presidente dos EUA, Donald Trump, realizará sua primeira visita oficial à China, entre dias 8 e 10 de novembro. Nesses anos, a China e os EUA têm mantido cooperações estreitas e intercâmbios abundantes no setor cultural, desde realização de exposições e festivais culturais até visitas mútuas de artistas. Os intercâmbios interpessoais e culturais China-EUA já se tornaram uma ponte para os povos se conhecerem de forma mais profunda.

A partir do dia 18 deste mês, o museu norte-americano Virginia Museum of Fine Arts vai realizar uma exposição sobre os Guerreiros de Terracota da China. O diretor do museu, Alex Nyerges, disse que a China é o único país do mundo que possui uma incessante herança cultural de cinco mil anos e que a exposição será uma ótima oportunidade para apresentar essa esplêndida cultura ao povo norte-americano.

“Os artistas chineses e a cultura da China criaram uma grande arte de cinco mil anos. Mas nós, norte-americanos, conhecemos muito pouco sobre essa história e cultura. Então, essa exposição, aqui em Virginia, será uma boa oportunidade para apresentar a cultura chinesa ao povo dos EUA.”

Desde 2009, 48 exposições sobre a cultura chinesa, como esta, já foram realizadas nos EUA e geraram positivas influências sociais no país. Em junho deste ano, foi aberta, em Nova Iorque, a exposição sobre as civilizações das dinastias Qin e Han. Organizada pela Administração Nacional de Relíquias Culturais da China e pelo Museu Metropolitano de Arte dos EUA, a exposição atraiu mais de 300 mil visitantes em três meses. O vice-diretor da Administração Nacional de Relíquias Culturais da China, Liu Shuguang, disse que os dois países têm realizado intercâmbios cada vez mais estreitos no setor de exposição cultural.

“A China e os EUA assinaram, em 2009, o memorando de entendimento sobre restrição de importação de materiais arqueológicos entre o período paleolítico e a dinastia Tang, além de esculturas e afrescos com mais de 250 anos de história. Este é realmente um acordo para combater o contrabando de relíquias culturais chinesas aos EUA. Além disso, as entidades acadêmicas das duas nações promoveram também muitas cooperações neste setor e realizaram exposições e treinamentos de profissionais.”

As cooperações sino-norte-americanas no setor cultural incluem ainda a realização de festivais culturais e visitas mútuas de artistas. Os mecanismos de alto nível são a garantia desses estreitos intercâmbios culturais entre os dois países. Liu Shuguang disse que, em 2010, foi estabelecido o mecanismo de intercâmbio cultural de alto nível China-EUA, segundo o qual, 400 projetos foram implementados até 2016.

“No futuro, vamos encorajar mais museus em nível provincial e municipal da China a realizar exposições de relíquias culturais norte-americanas. Vamos estabelecer também mais mecanismos de cooperação entre os museus dos dois países para expandir o intercâmbio cultural China-EUA.”

 

Tradução: Li Jinchuan

Revisão: Diego

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Ni Ni e Jing Boran posam juntos para "BAZAAR"
Canteiro de flores na Praça de Tiananmen
Paisagem de Shahu, no noroeste da China
Veja fotos do último dia do Rock in Rio 2017
Semana de Moda de Milão 2018
Exposição Gastronômica do Meio-Outono realizada em Chengdu

Notícias

UE adota medidas para enfrentar crise na segurança de alimentos
Beijing inicia construção de novo ponto de partida histórico
Lançado primeiro trem de carga refrigerado China-Rússia
Vice-premier chinesa é premiada pela Universidade de Nova York
Xi Jinping visita Exposição "Os 5 anos de mudanças da China"
Construção de alto padrão do subcentro de Beijing é promovida ordenadamente