Otimização do ambiente comercial da China beneficia empresas estrangeiras

Published: 2017-10-11 18:20:32
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Quando foram entrevistados pela Rádio Internacional da China (CRI), muitos responsáveis por empresas estrangeiras na China afirmaram que nos últimos cinco anos, as suas empresas realmente sentiram mudanças positivas no mercado chinês, e se tornaram beneficiários das políticas relevantes da China. Com a promoção das iniciativas de “Um Cinturão e Uma Rota” e “Fabricado na China 2025”, as empresas estrangeiras na China estão otimistas, no longo prazo, sobre o mercado e as perspectivas econômicas do país.

A CEO da General Electric Company (GE), Duan Xiaoying, afirmou que o ambiente comercial da China está sendo otimizado, os departamentos do governo chinês em todos os níveis tem simplificado a administração e descentralizado os poderes. Além disso, foi estabelecida uma série de plataforma de serviços às empresas e mecanismos de coordenação do trabalho, o que desempenha um papel positivo para as empresas "reduzirem custos operacionais e melhorarem a eficiência". Duan Xiaoying disse:

"Acho que não é a mesma coisa que havia no passado, é a simplificação de todo o processo da política e a aceleração do procedimento. E ao mesmo tempo, quando são encontrados problemas no processo, há pessoas especializadas para resolvê-los em tempo hábil".

Ao longo dos últimos cinco anos, a China lançou uma série de medidas políticas para relaxar o acesso do investimento estrangeiro e criar um ambiente de concorrência justo. O parceiro de uma das quatro principais empresas de contabilidade do mundo, EY, Titus Von dem Bongart, vem da Alemanha, trabalha e mora na China há vinte anos. Ele afirmou que testemunhou o rápido crescimento da economia chinesa e a contínua abertura do mercado. As mudanças positivas do mercado chinês nos últimos anos beneficiaram muito a EY. Titus Von dem Bongart afirmou:

"Nos últimos cinco anos, ficamos muito satisfeitos com o desempenho da EY na China. Nos últimos anos, o país estabeleceu uma zona de livre comércio, e continuou reduzindo os termos da lista negativa. Agora, os nossos clientes estão mais livres para entrar no mercado chinês, e por isso, também podemos oferecer melhores serviços relacionados. E ao mesmo tempo, verificamos que mais empresas estrangeiras também estão entrando na China".

De acordo com o "Relatório sobre o Ambiente Comercial Global 2017" divulgado pelo Banco Mundial, nos últimos três anos, a conveniência comercial da China saltou 18 lugares no mundo, subindo uma média de seis lugares a cada ano.

Os responsáveis pelas empresas estrangeiras na China que foram entrevistados julgaram que as estratégias “Fabricado na China 2025” e “Internet +”, além da iniciativa de cooperação “Um Cinturão e Uma Rota” ofereceram oportunidades significativas para as empresas estrangeiras na China. Eles têm boas razões para se manterem otimistas quanto ao mercado chinês no longo prazo, e confiam nas perspectivas econômicas da China.

Tradução: Cecília Ma

Revisão: Layanna Azevedo

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Ni Ni e Jing Boran posam juntos para "BAZAAR"
Canteiro de flores na Praça de Tiananmen
Paisagem de Shahu, no noroeste da China
Veja fotos do último dia do Rock in Rio 2017
Semana de Moda de Milão 2018
Exposição Gastronômica do Meio-Outono realizada em Chengdu

Notícias

UE adota medidas para enfrentar crise na segurança de alimentos
Beijing inicia construção de novo ponto de partida histórico
Lançado primeiro trem de carga refrigerado China-Rússia
Vice-premier chinesa é premiada pela Universidade de Nova York
Xi Jinping visita Exposição "Os 5 anos de mudanças da China"
Construção de alto padrão do subcentro de Beijing é promovida ordenadamente