Presidente da Embraer avalia positivamente cooperação sino-brasileira em aviação

Published: 2017-09-07 20:44:13
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Em entrevista exclusiva a nossa reportagem, o presidente da Embraer, Paulo Cesar de Souza e Silva, avaliou positivamente a visita do presidente brasileiro Michel Temer à China e a Cúpula do BRICS em Xiamen. Ele também falou sobre a atual cooperação entre a China e o Brasil.

Na ocasião, Paulo Cesar apresentou as possibilidades e intenções de cooperação sino-brasileira na área de aviação.

“O presidente Temer conversou com o presidente Xi Jinping e também o primeiro-ministro sobre as operações da Embraer aqui na China e os novos contratos. Desta vez, não foi assinado nenhum contrato oficial entre a Embraer e as empresas chinesas. Entretanto, o governo chinês se comprometeu ao presidente Temer a aprovar as operações. Já têm contratos tendentes de aprovação, que deve ser aprovado no futuro próximo.”

Paulo Cesar, que acompanhou a Cúpula do BRICS em Xiamen, disse que o evento foi muito frutífero e que a China e o Brasil tem muito potencial na cooperação econômica e comercial.

“Foi excelente uma reunião como inspiração muito positiva. Os BRICS representam hoje 40% da população mundial e quase 25% do produto bruto do mundo. Portanto, o nível de cooperação comercial e em desenvolvimento econômico tem sido cada vez maior. O discurso do presidente Xi foi excelente, mostrando a importância dessa cooperação, a importância do desenvolvimento. E ele manifestou muito claramente a necessidade de ter um pragmatismo maior, uma realidade maior nas questões de comércio e desenvolvimento dos negócios. Então, foi uma reunião do BRICS que eu diria muito inspiradora. O BRICS está fazendo dez anos neste ano e muito inspiradora para os próximos dez anos. Acho que a nova década do BRICS vai ser muito positiva.”

Nos últimos 20 anos, Paulo Cesar trabalhou em diferentes países como o Brasil, Europa e Estados Unidos. Em seu ponto de vista, a China é um mercado importante para a Embraer porque o país registrou o maior crescimento do mundo no setor de aviação.

“Para nós, a China é um mercado muito importante. É um mercado de transporte aéreo que mais cresce no mundo. A China hoje está crescendo 10% ao ano no setor de transporte aéreo, duas vezes que o crescimento do mundo. O transporte aéreo no mundo cresce 5%. O crescimento da China está crescendo a 10% e vai continuar crescendo com taxas bastante altas por muitos anos ainda. Eu acho que em 2022 e 2023, a China vai se tornar o maior mercado de transporte aéreo do mundo, ultrapassando os EUA. Portanto, as oportunidades aqui na China vão ser enormes. Estamos aqui há 17 anos na China. Eu vejo os 17 anos como sendo apenas o começo da nossa presença aqui. Vamos investir bastante na China. Vamos trazer novos produtos e novos serviços que nós queremos realmente desenvolver o mercado chinês.”

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Ferrovia de alta velocidade chinesa atrai visitantes na Exposição China-Países Árabes
Water Show, em Puyang, na província de Henan
Vista aérea de Litong, vila antiga de Suzhou
Voluntários trabalham na 9ª Cúpula do BRICS em Xiamen
Noite de gala na Cúpula dos BRICS 2017
18ª Bienal Internacional do Livro do Rio

Notícias

Presidente da Embraer avalia positivamente cooperação sino-brasileira em aviação
Aldeia de Yantian está esperando seu “desabrochamento”
Turismo vermelho de Jinggangshan beneficia as pessoas locais
Especialistas avaliam êxitos da Cúpula do BRICS de Xiamen
Presidente chinês envia carta de congratulação para inauguração da Feira China-Países Árabes
Presidente de Comitê Olímpico é suspeito de corrupção na candidatura do Rio