Especialistas avaliam êxitos da Cúpula do BRICS de Xiamen

Published: 2017-09-06 21:00:36
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

A cooperação do BRICS deve ser avaliada tanto no aspecto do desenvolvimento mundial como no desenvolvimento dos cinco países do bloco, assinalou o presidente chinês, Xi Jinping, durante o Fórum Empresarial do BRICS, realizado no dia 3 deste mês em Xiamen, atividade integrante da Cúpula do BRICS deste ano.

Em entrevistas concedidas a nossa reportagem, o membro do Conselho Chinês da Cooperação de Think-tanks do BRICS, Cai Chunlin, e o diretor do Centro de Estudos do Brasil do Instituto da América Latina da Academia Chinesa de Ciências Sociais, Zhou Zhiwei, apresentaram seus pontos de vista sobre os resultados da Cúpula do BRICS em Xiamen para a promoção da cooperação dentro do grupo.

A promoção da cooperação econômica constitui a base da parceria do BRICS. Cai Chunlin afirmou que na última década, os cinco países procuraram principalmente aperfeiçoar o mecanismo de cooperação, e esta vai se tornar mais pragmática a partir de agora.

“Durante a cúpula em Xiamen, os cinco países enfatizaram especialmente a implementação da Estratégia de Parceria Econômica, que foi aprovada em cúpulas anteriores, assim como a implementação das propostas acerca de investimento, manufatura, mineração, infraestrutura, financiamento, inovação e tecnologias digitais.”

Zhou Zhiwei disse que conforme a Declaração de Xiamen, divulgada durante o evento, os cinco países vão trabalhar para construir uma estrutura de governança econômica global mais efetiva e com maior representatividade da atual situação da economia mundial. Segundo o especialista, o Novo Banco de Desenvolvimento do BRICS vai desempenhar um papel mais importante nesta área.

“Foi assinalado durante a cúpula em Xiamen que o Novo Banco de Desenvolvimento do BRICS vai reforçar a colaboração com o Banco Mundial, com o Banco Asiático de Investimento em Infraestrutura e outras entidades de desenvolvimento multilateral, com o objetivo de impulsionar uma distribuição de recursos mais efetiva no mundo. Isso mostra que os países do BRICS querem promover a governança econômica global através de mecanismos estabelecidos por eles mesmos e realizar um desenvolvimento mais justo.”

A proposta do conceito de “BRICS+” foi um dos pontos de destaque da cúpula em Xiamen. Cai Chunlin avaliou que o modelo é uma cooperação aberta e abrangente.

“O modelo ‘BRICS+’ visa promover o diálogo ao invés de confrontos e criar uma plataforma de diálogo para a cooperação entre os países emergentes e os em desenvolvimento. Isso proporcionará oportunidades para o desenvolvimento conjunto e ajudará no estabelecimento de uma rede de parceria multipolar e mais abrangente.”

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Ferrovia de alta velocidade chinesa atrai visitantes na Exposição China-Países Árabes
Water Show, em Puyang, na província de Henan
Vista aérea de Litong, vila antiga de Suzhou
Voluntários trabalham na 9ª Cúpula do BRICS em Xiamen
Noite de gala na Cúpula dos BRICS 2017
18ª Bienal Internacional do Livro do Rio

Notícias

Aldeia de Yantian está esperando seu “desabrochamento”
Turismo vermelho de Jinggangshan beneficia as pessoas locais
Especialistas avaliam êxitos da Cúpula do BRICS de Xiamen
Presidente chinês envia carta de congratulação para inauguração da Feira China-Países Árabes
Presidente de Comitê Olímpico é suspeito de corrupção na candidatura do Rio
Cúpula do BRICS é encerrada com promessa de aprofundamento de parceria