Apesar do Covid-19, China continua atraente para investidores estrangeiros

Published: 2020-07-21 21:50:28
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Mais de 4 bilhões de euros, eis o valor que o fabricante alemão de automóveis, Volkswagen, planeja investir na China neste ano junto com seus parceiros. O CEO da companhia, Stephan Wollenstein, afirmou que uma abertura ainda maior do mercado chinês oferecerá mais oportunidades para a Volkswagen. As lideranças de várias empresas multinacionais como Coca Cola, Qualcomm, JP Morgan e Exxon Mobil compartilham da mesma opinião e desejam aumentar sua participação no mercado da China.

Os dados econômicos recentemente divulgados deixam claro que a economia chinesa já está em recuperação, apesar dos impactos causados pelo Covid-19. Os investimentos estrangeiros realmente utilizados na China cresceram 8,4% no segundo trimestre em comparação com o mesmo período do ano passado. O PIB do país aumentou 3,2% de abril até junho. Os índices econômicos de produção e consumo industriais voltaram a crescer. Tudo isso demonstra que a China continua atraente para investimentos estrangeiros, fortalecendo também a confiança dos investidores do mundo. Segundo a previsão do Fundo Monetário Internacional (FMI), a China pode ser a única economia principal do mundo a alcançar um crescimento positivo neste ano.

A atração da China para investimentos estrangeiros deve-se principalmente ao seu grande mercado, sua cadeia industrial completa e eficiente, sua infraestrutura aperfeiçoada e os talentos de alta tecnologia. As estatísticas mostram que os investimentos reais de empresas dos Estados Unidos aumentaram 6% no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado.

A promoção da abertura do mercado de um nível mais alto constitui um outro fator importante para que a China permaneça atraente para os investimentos estrangeiros. Recentemente, o governo chinês adotou uma série de políticas para apoiar o comércio exterior e investimentos estrangeiros como a redução de itens na lista negativa para o acesso ao mercado e a cessão de mais direitos a zonas experimentais de livre comércio na promoção da reforma e abertura. Além disso, as medidas de relaxamento também serão aplicadas em outras áreas como finanças, manufatura e agricultura.

Agora, a epidemia do Covid-19 ainda está em expansão por todo o mundo. Porém, a China está preparada para enfrentar os desafios e riscos futuros, tendo confiança e capacidade para encontrar oportunidades na crise, a fim de compartilhar os benefícios do seu desenvolvimento com o resto do mundo.

tradução: Shi Liang

revisão: Gabriela Nascimento

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

China reabertura de cinemas
Pessoas se divertiram em um campo de flores na cidade de Jilin
Vista da ponte Lugou em Beijing
Moradores evacuados e levados para abrigo temporário no distrito de Zhoutou, província de Anhui
Polícia armada participa de operações de controle de enchentes em Jiangxi
Pessoas se divertem em parque aquático de Hebei

Notícias

Brasil supera 80 mil mortes por COVID-19
Chegadas de visitantes a Macau diminuem 83,9% no primeiro semestre
Embaixador chinês nos EUA é entrevistado pela CNN
Médico francês opta por permanecer em Wuhan
​Livro “Xi Jinping em Fuzhou” é publicado
​Centro de Pesquisa sobre Ideias Diplomáticas de Xi Jinping é inaugurado em Beijing