Comentário:Políticos dos EUA tratam o povo como “rato de laboratório”

Published: 2020-05-08 22:03:12
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

“Ao tomar decisões sobre a prevenção da epidemia, fui forçado a descer à política e ao nepotismo, em vez de seguir os conselhos dos melhores cientistas do governo”, disse Rick Bright, ex-diretor da Autoridade Biomédica de Pesquisa e Desenvolvimento Avançado dos Estados Unidos, em uma recente entrevista à imprensa.

Antes disso, em um relatório de 86 páginas entregue ao Escritório do Conselho Especial Rick Bright apresentou o fracasso do governo em combater a epidemia e se queixou de sua própria demissão. Isso deixa claro mais uma vez que os políticos norte-americanos acabaram com os esforços do país para prevenir e controlar a epidemia.

Primeiro, devido a uma obsessão política insana, os tomadores de decisão dos EUA nunca consideraram seriamente a contenção epidêmica como uma questão de importância vital para a população, em vez disso calcularam seus próprios ganhos e perdas, agiram sem pensar e se gabaram. Eles trataram o povo norte-americano como “rato de laboratório” e perderam repetidamente os melhores momentos para conter o Covid-19 no país.

O jornal Washington Post publicou um artigo há alguns dias apontando que, em cerca de 70 dias, entre 3 de janeiro, quando o governo dos EUA recebeu um aviso da China, e 14 de março, quando os EUA declararam “emergência nacional”, os líderes do país ignoraram o crescente perigo da epidemia e subestimaram 34 vezes a gravidade da crise do vírus, alegando que a epidemia “desapareceria” magicamente. Quando o vírus se espalhou e o mercado de ações entrou em colapso, a liderança dos EUA começou a tentar “apagar o fogo”, mas já era tarde demais.

Segundo, o governo dos EUA carece de ciência e racionalidade na tomada de decisões, e o absurdo “remédio milagroso” tem sido amplamente praticado, dificultando cada vez mais a prevenção e o controle da epidemia. Sob o impacto de sentimentos anti-intelectuais, anticientíficos e populistas, as vozes racionais de pessoas como cientistas e especialistas técnicos são interrompidas e abafadas pelo barulho político. Em seu material de denúncia, Rich Bright revelou que havia sido “demitido” quando se recusou a promover um medicamento não aprovado cientificamente para tratar os infectados do novo coronavírus.

Terceiro, todo o sistema de prevenção dos EUA, incluindo o monitoramento e rastreamento de infectados e a distribuição de material de prevenção de epidemia, está sujeito ao caos e à desordem, enquanto os formuladores de políticas estão ocupados “travando uma guerra verbal”. Governadores de vários estados, incluindo Nova York e Nova Jersey, reclamaram para a mídia que a falta de coordenação do governo federal causou uma grande confusão em todo o país, deixando os estados em uma disputa por recursos.

Culpar ou criticar outros países não pode salvar a preciosa vida dos norte-americanos. Os políticos do país devem se apressar, deixar de lado interesses próprios e concentrar sua atenção exatamente na prevenção e controle da epidemia.

tradução: Shi Liang

revisão: Erasto Santos Cruz

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Shantou: uma cidade diversa, rica em história
Xiamen, um jardim sobre o mar
Belo dia de sol em Beijing
Shenzhen: uma cidade moderna, energética, internacionalizada e de moda
Idosos praticam aeróbica tradicional no parque Templo do Céu em Beijing
Próspera indústria de plantação de pêras em Xinjiang

Notícias

Emissão de títulos da China chega a US$ 680 bilhões em julho
Aldeia na região montanhosa de Chongqing está mais acessível e tecnológica
72% dos ingressos do Festival Internacional de Cinema de Beijing são vendidos em 10 minutos
​Começa construção do CMG Copyright Trade Center em Shanghai
Xi Jinping: PCCh sempre terá sucesso se governar para o povo
Mianmar inicia 4ª reunião da Conferência de Paz de Panglong do Século 21