Comentário: É preciso combater tanto o novo coronavírus quanto vírus no pensamento

Published: 2020-03-06 15:44:00
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Recentemente, sob a forte liderança do Partido Comunista da China e do governo chinês e graças à notável capacidade de mobilização, a propagação da epidemia de pneumonia causada pelo novo coronavírus (COVID-19) foi efetivamente contida na China, com a diminuição drástica do número de infectados e o aumento constante de pacientes curados. Pode-se dizer que o país passou pelo “momento de Chernobyl”descrito por alguns ocidentais. Esse fato os deixou chocados e frustrados, que emitiram o lamento: “o que podemos fazer se os governos autoritários forem mais capazes do que a democracia liberal para lidar com a atual crise do novo coronavírus?”

Desde o início da epidemia na China, certos veículos de imprensa e políticos do Ocidente têm distorcido os fatos, criado rumores, desacreditado a China, até propagado a discriminação racial e incitado o ódio contra o país, deixando de lado a objetividade, justiça, liberdade e democracia, e expondo sua hipocrisia. O jornal dinamarquês Jyllands-Posten publicou uma caricatura satírica com o novo coronavírus, insultando a bandeira chinesa. A revista alemã Der Spiegel chamou o novo coronavírus de “Made in China”. O jornal dos Estados Unidos, Wall Street Journal, também publicou um artigo com o título bem racista “China is the Real Sick Man of Asia”. O apresentador da Fox News, Jesse Watters, exigiu à China que peça desculpa ao mundo pelo novo coronavírus. Até o secretário do Comércio dos EUA, Wilbur Ross, disse a sangue-frio que “a epidemia na China ajuda os empregos a voltar aos Estados Unidos”. Tanto que o jornalista da Austrália, John Pilger, emitiu seus sentimentos: “A pretexto do novo coronavírus, os Estados Unidos e seus ‘aliados’ estãoem guerra contra a China.”

Todas as pessoas racionais sabem que a doença é um inimigo comum para toda a humanidade. Não importa que tipo de vírus ou a situação epidêmica, em última análise, dependerá da colaboração e da ajuda mútua da sociedade para vencê-lo. Diante da disseminação global da epidemia, alguns veículos de imprensa e políticos ocidentais frequentemente espalham pânico, provocam contradições e incitam a exclusão e o ódio contra a China, depositando ridiculamente a esperança de conter a ascensão chinesa utilizando a epidemia. Ao contrário, a China está mobilizando todas as forças para efetuar uma “guerra” popular e geral de prevenção e controle da epidemia, ganhando um tempo precioso para o resto do mundo lutar contra o vírus. O certo e o errado, o bem e o mal, podem ser distinguidos de relance. Não é de estranhar que Larush, fundador e presidente do Instituto Schiller, questionou a direção da opinião de alguns veículos de imprensa ocidentais, considerando que sua essência é o racismo sob o pretexto de “valores ocidentais”.

Até hoje, as fortes medidas adotadas pela China contra a epidemia surtem seus efeitos e o momento mais difícil e crítico já passou. Por isso, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou que “as ações da China, sem precedentes, mostram a velocidade, dimensão e eficiência chinesa, o que nós damos alto apreço.” Ao mesmo tempo, a China também ofereceu ajuda a outros países afetados pela epidemia, como, por exemplo, enviar especialistas médicos voluntários ao Irã para ajudar o combate ao vírus, o que é bem acolhido e elogiado. Maria Van Kerkhove, responsável técnica do Programa de Emergência da Saúde da OMS, considera que o compartilhamento de experiências pela China com outros países na luta contra a epidemia é um bom exemplo.

O COVID-19 é um desafio comum enfrentado por todos os países do mundo. O caminho certo é que a comunidade internacional trabalhe juntos para lidar com o desafio. Também é necessário resistir a boatos e preconceitos. As palavras e ações desrespeitosas de alguns veículos de imprensa e políticos ocidentais mostram que, apesar da saúde física, eles estão adotando um pensamento obsoleto de superioridade da civilização ocidental e uma imaginação louca de jogo de soma zero. Parece que os povos do mundo não apenas devem trabalhar juntos para combater o novo coronavírus, mas também limpar o vírus no pensamento de algumas pessoas.

tradução: Shi Liang

revisão: Diego Goulart

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Médicos do hospital de Tianjin realizam consultas online
Muralha da cidade de Xi'an reabre ao público com sistema de reserva online
Funcionários permanecem em trabalho em meio ao surto epidêmico
Palácio Potala oferece passeio turístico virtual por streaming ao vivo
Paisagem de primavera na província de Shaanxi
Pacientes infectados pelo novo coronavírus se recuperam e recebem alta hospitalar em Wuhan

Notícias

Moeda chinesa se fortalece contra dólar americano pelo quinto dia consecutivo
Investimento em 5G da China deve atingir recorde, diz relatório
Regiões de nível distrital na Mongólia Interior da China saem da pobreza
Bancos chineses aprimoram serviços para economia real em meio à luta epidêmica
China emite aviso de cuidados para trabalhadores comunitários contra vírus
​Redução da taxa de juro pela Fed não alivia preocupação pela estagnação econômica