Comentário: “Sabedoria de Hongqiao” reúne forças de abertura e inovação

Published: 2019-11-07 20:57:15
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

No Fórum Econômico Internacional de Hongqiao, parte importante da 2ª Exposição Internacional de Importação da China (CIIE, na sigla em inglês), mais de 4.000 personalidades chinesas e estrangeiras apresentaram propostas e sugestões sobre o apoio à globalização e à preservação do sistema comercial multilateral, emitindo vozes da era de “abertura, inovação e cooperação em benefício mútuo”.

Atualmente, diante do aumento do protecionismo comercial e do unilateralismo, a contracorrente encontrada pela globalização econômica e a pressão da desaceleração do crescimento da economia mundial, os países emitiram um clamor cada vez maior de preservar o livre comércio. Neste contexto, o Fórum Econômico Internacional de Hongqiao, como uma plataforma global de diálogo de alto nível dos setores político, empresarial e académico, foca em áreas como ambiente de negócios, inteligência artificial, reforma da Organização Mundial do Comércio e comércio eletrônico, e discute medidas para aperfeiçoar e reformar o sistema global da governança econômica, a fim de contribuir com a “sabedoria de Hongqiao” ao desenvolvimento saudável da economia mundial.

Para promover a abertura e a cooperação, é necessário eliminar as barreiras comerciais e melhorar o ambiente de negócios. Por exemplo, um atum de 300 quilos é exibido na zona de alimentos e produtos agrícolas da CIIE. Demorou apenas três dias desde a sua captura no Mar Mediterrâneo até a entrega em Shanghai para a exposição, devido principalmente ao aumento da eficiência que é resultado da aplicação chinesa das medidas de facilitação comercial.

Para promover a abertura e a cooperação, é preciso persistir no desenvolvimento comum e no compartilhamento global. A CIIE deste ano atraiu mais de 3000 empresas provenientes de mais 150 países e regiões, exatamente por causa do conceito de “compartilhamento comum”, que oferece a todos os países participantes oportunidades igualitárias de exibição e negócios.

Para promover a abertura e a cooperação, é necessário também estimular a inovação. Por exemplo, a iniciativa “Cinturão e Rota” e a CIIE são produtos públicos oferecidos pela China ao mundo todo, também para promover a cooperação econômica e comercial mundial.

A 2ª Exposição Internacional de Importação da China está acontecendo em Shanghai, sendo uma plataforma não apenas para a cooperação comercial, mas também para a comunicação de informações e troca de ideias. Em todos os cantos da exposição, ouvem-se vozes altas sobre abertura e inovação. Isso, sem dúvida, vai se tornar uma força poderosa a favor da globalização econômica e contra o protecionismo, além de beneficiar a recuperação da economia mundial.

tradução: Shi Liang

revisão: Gabriela Nascimento


Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Fotos aéreas da grande ponte Polonggou no Tibete
2ª exposição internacional de importação da China é aberta em Shanghai
Shanghai intensifica preparativos para a 2ª Exposição Internacional de Importação da China
Conferência Mundial sobre Veículos Inteligentes Conectados 2019 abre em Beijing
Paisagem de folhas vermelhas na cidade Jinan
Tecnologia 5G é demonstrada na Conferência Mundial da Internet

Notícias

Comentário: “Sabedoria de Hongqiao” reúne forças de abertura e inovação
Vice-premiê chinês enfatiza Um País, Dois Sistemas em desenvolvimento da Grande Área da Baía
Aberta Exposição Cultural e Tecnológica China-Brasil no Rio de Janeiro
Ervas daninhas são removidas do Palácio de Potala para prevenção de incêndios de inverno no Tibete
Parque de Pesquisa e Preservação de Panda Gigante de Jiawuhai é inaugurado no sudoeste da China
Xi Jinping dialóga com Macron em Beijing