Comentário: Países ocidentais sofrem resultados amargos ao usarem “padrão duplo”

Published: 2019-10-20 19:07:43
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Ocorreram recentemente atividades violentas na região catalã, na Espanha, tais como impedimento do tráfego no aeroporto, corte de rodovias, destruição de lojas, atos semelhantes aos acontecidos na Região Administrativa Especial de Hong Kong. Os bandidos declaram que vão copiar os atos de Hong Kong.

Quanto a isso, os governos norte-americano e britânico se mantiveram calmos enquanto apoiavam os atos em Hong Kong. Perante dois incidentes, as mídias ocidentais também adotaram outra postura, apoiando os bandidos em Hong Kong enquanto condenavam a violência na Espanha, além de apelarem pelas medidas tomadas pelo governo espanhol.

Os atos da mesma natureza são “atividades democráticas”, mas são “distúrbios violentos” na Espanha, o que constitui claramente um padrão duplo adotado pelos países ocidentais que tomam os seus interesses próprios como critério na hora de ponderar a chamada “democracia e liberdade”. Tudo isso tirou a máscara hipócrita do Ocidente.

Desde o começo de violência ocorrida em Hong Kong em junho, algumas pessoas dos governos norte-americano e britânico ficaram animadas com a situação de perturbação na região chinesa. O vice-presidente e o secretário de Estado dos EUA receberam os indivíduos que perturbaram a situação de Hong Kong, até o porta-voz do Secretário de Estado dos EUA elogiou o líder dos bandidos. O chanceler britânico ligou para a chefe do executivo da Região Administrativa Especial de Hong Kong para pressioná-la. Tudo isso constitui atos sem vergonha que interferem nos assuntos internos da China. Porém, quanto aos distúrbios na região catalã, os governos norte-americano e britânico ficaram surdos de forma seletiva. Queremos perguntar para eles, por que não apoiam os bandidos espanhóis sob os pretextos de “democracia e liberdade”?

Um importante veículo de imprensa na Grã-Bretanha não falou nada sobre os distúrbios na Espanha. Depois de ser questionado por um parlamentar escocês, este veículo começou a reportar sobre isso, mas com uma atitude completamente diferente das reportagens dos incidentes em Hong Kong. O veículo britânico condenou os bandidos na Espanha, enquanto apoia os em Hong Kong. Um veículo de imprensa alemão também fez a mesma coisa.

O fato deixa claro que os países ocidentais interferem nos assuntos internos de outros países com dois pesos e duas medidas. Condenaram os atos na Espanha por terem medo de que os seus próprios povos imitem os atos na Espanha, à medida que apoiam os bandidos em Hong Kong por quererem afetar o rápido desenvolvimento da China.

Contudo, o fato comprova que este padrão duplo não pode defender seus próprios interesses, mas sim, deixa resultados amargos para eles próprios. Os atos dos bandidos em Hong Kong estão sendo copiados em alguns países ocidentais, tais como protestos que aconteceram em mais de 20 cidades de diversos países, incluindo Londres. Algumas medidas tomadas pelos participantes são provenientes dos bandidos de Hong Kong.

Os países sempre sustentam a governança segundo a lei. Porém, nenhum país governado conforme a lei pode tolerar os distúrbios em Hong Kong. O mundo ocidental está sofrendo os resultados por terem adotado o padrão duplo; é o mesmo que levantar uma pedra para depois deixá-la cair sobre os próprios pés.

Tradução: Luís Li

Revisão: Gabriela Nascimento


Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Vila dos atletas para Jogos Mundiais Militares 2019
126ª Feira de Cantão inaugurada no sul da China
Ice Cream China 2019 inaugurada em Tianjin
Parque Geológico Nacional de Yadan em Dunhuang
Fotos aéreas do condado de Xiapu, na província de Fujian
Uma nova livraria com belo design foi aberta ao público

Notícias

Altos representantes do BRICS se reúnem no Brasil para discutirem assuntos de segurança
7ª edição dos Jogos Mundiais Militares começa em Wuhan
Número de aeroportos de aviação geral na China chega a 239
Renda dos residentes rurais continua a crescer rapidamente
Emprego na China permance estável de janeiro a setembro
China trata de 247 mil casos de embriaguez ao volante este ano