Comentário: Iniciativa “Cinturão e Rota” ajuda a promover a cooperação comercial entre China e ASEAN

Published: 2019-09-20 18:37:32
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

A 16ª Exposição China-ASEAN (Associação das Nações do Sudeste Asiático) terá início neste sábado (21) em Nanning, capital da região autônoma da etnia Zhuang de Guanxi, sul da China.

Como uma importante plataforma de cooperação comercial entre os países envolvidos, a exposição deste ano tem o tema “Implementação Conjunta da Iniciativa ‘Cinturão e Rota’ e Compartilhamento da Perspectiva da Cooperação”, na qual será assinada uma série de acordos de cooperação econômica e comercial. Este fato demonstra a conexão de estratégias entre a China e a ASEAN, bem como a busca pelo desenvolvimento conjunto de benefício mútuo.

A ASEAN, composta por dez países com uma população de mais de 600 milhões de pessoas, tem mantido nestes anos um rápido crescimento econômico. Segundo a previsão do Fórum Econômico Mundial, a ASEAN se tornará o quinto maior bloco econômico do mundo em 2020. Perante a exigência da atualização econômica, a ASEAN divulgou um plano de conectividade para 2025 que prioriza o desenvolvimento de cinco áreas, entre elas: infraestrutura, logística e inovação digital.

Em julho deste ano, numa reunião de chanceleres da ASEAN, o bloco e a China chegaram a um consenso sobre a conexão entre a iniciativa “Cinturão e Rota” promovida pela China e o plano de conectividade da ASEAN, abrindo um espaço mais amplo para aprofundar a cooperação econômica e comercial entre os dois lados.

O comércio é a base para a cooperação de benefícios recíprocos entre a China e a ASEAN. No ano passado, o volume comercial entre os dois lados atingiu US$587,8 bilhões, uma alta de 14,1% em relação ao ano anterior. A infraestrutura constitui um canal para a cooperação, que beneficia ambos os lados. Sob o quadro da iniciativa “Cinturão e Rota”, foram implementados uma série de projetos cooperativos de infraestrutura, elevando o nível de hardware para o desenvolvimento socioeconômico dos países da ASEAN. Além disso, a economia digital é agora a prioridade na cooperação bilateral. Os dois lados já definiram o ano de 2020 como o ano de cooperação da economia digital, e ampliarão a cooperação em áreas como comércio eletrônico, inovação tecnológica, rede 5G e cidades inteligentes.

Com um desenvolvimento de 16 anos, a Exposição China-ASEAN já é agora uma plataforma de abertura, uma ponte de cooperação e um canal de intercâmbio entre os dois lados. Atualmente, perante a nova rodada da revolução científica, tecnológica e industrial, e também o impacto causado pelo unilateralismo e protecionismo ao crescimento econômico global, é muito significativo para a China e a ASEAN aprofundarem ainda mais a cooperação econômica e comercial. Acredita-se que esta edição da exposição aproveitará a iniciativa “Cinturão e Rota” para promover a otimização e atualização da cooperação nestas áreas entre os dois lados.

tradução: Shi Liang

revisão:Erasto Santos Cruz

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Vista aérea do Lago Oeste em Hangzhou
Festival Internacional de Circo da China realizado em Zhuhai
Reserva Nacional Natural de Wanglang, na província de Sichuan
Cenário de neve no parque Beiling em Shenyang
Panda gigante brinca na neve em Heilongjiang
Paisagem do lago Ruqin no ponto turístico de Lushan em Jiangxi

Notícias

Presidentes da China e do Suriname reúnem-se em Beijing
Presidente chinês salienta importância de cultivar talentos militares
Políticos dos EUA difamam a imagem da China com intenções sinistras, disse porta-voz da Chancelaria
Comentário: Investidores globais estão otimistas com o mercado de capitais da China
Compatriotas de Taiwan têm tratamento igualitário em mais setores na parte continental chinesa
Alto funcionário do PCCh critica ato dos EUA sobre Hong Kong