Redução de pobreza: quintal das casas aumenta renda familiar dos aldeões de Xinjiang

Published: 2020-11-24 17:09:19
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O distrito de Yenişehir está localizado na Região Autônoma Uigur de Xinjiang. Somente 5,6% da sua área é fértil, sendo a maior parte árida, e é um distrito com extrema carência. Quadros do Partido Comunista da China (PCCh) foram enviados para a região com a missão de reduzir a pobreza. Em 2017, Gülmire Atihan, professora da Escola Artística de Kashi, Xinjiang, foi para a vila de Beştoğrak de Yenişehir e se tornou a vice-chefe da equipe de trabalho local.

O grupo é formado por quadros dos órgãos de todos os níveis do PCCh e cobre as principais vilas e comunidades de Xinjiang. Quando a professora chegou a Beştoğrak, a vila tinha 344 famílias, e 67 delas eram registradas como carentes. Nascida após década de 1980, a condição de vida de Gülmire era boa. Porém, a vida dos camponeses nas regiões remotas de Xinjiang a deixou surpresa. Ela sentia que havia muito a fazer para melhorar a situação dos moradores da vila de Beştoğrak.

A professora reparou que o pensamento de muitos aldeões era ultrapasso e decidiu primeiro incentivar a iniciativa da população para mudar a situação. Ela discutiu com seus colegas e estabeleceu uma escola noturna para introduzir aos camponeses os novos conceitos. Ao mesmo tempo, a equipe decidiu melhorar a infraestrutura, como uma tarefa do projeto da “construção do campo bonito” do país.

Gülmire lembra que a equipe orientou os aldeões para começarem a tratar do lixo doméstico, melhorar as estradas da aldeia e o meio ambiente. Primeiro, eles divulgaram a necessidade do projeto para os aldeões na escola noturna duas vezes por semana. Segundo, eles renovaram as casas dos aldeões, dividindo-as em três partes, a residência, a área de reprodução do gado e a área de cultivo.

A equipe combinou o aperfeiçoamento das residências com a construção da infraestrutura e a renovação ambiental, e ensinou os aldeões a cultivarem vegetais e frutas e a criação de gado. Em apenas dois anos, os moradores tornaram os quintais desordenados em espaços para aumentarem suas rendas.

Em 2018, Beştoğrak foi classificada como uma das vilas modelo do distrito. No final do mesmo ano, todas as famílias do local saíram da pobreza.

Hoje, o “campo bonito” se tornou uma realidade. A aldeã Patigül Abdurehim contou que o modo, o ambiente de vida e a condição econômica da sua família estão totalmente diferentes do passado. Antigamente, a casa dela era de barro. Quando chovia, o telhado frequentemente vazava. Após a chuva, às vezes caíam umas peças de paredes. Porém, com o apoio do PCCh e do governo chinês, todos os aldeões têm residências que não só fornecem boa condição de vida, mas também contribuem para a renda familiar. Ela está satisfeita com as boas políticas.

A casa de Patigül é feita de concreto reforçado. No seu quintal da frente, ela plantou nozes, maçãs, uvas e vegetais. No quintal posterior, ela tem duas vacas, cinco ovelhas e 30 pombos. Além de usufruir da sua plantação, ela até pode vender alguns vegetais na feira. O quintal rende sete mil yuans por ano para sua família. Há muitos aldeões como Patigül que estão gozando da nova vida e têm boas expectativas sobre o futuro.

No final de 2020, o turno de trabalho de Gülmire vai acabar. Ela comentou que a experiência de incentivar os aldeões não só melhorou a vila, mas também aumentou sua capacidade de trabalho. A experiência a ensinou que a redução da pobreza não é uma questão simplesmente material, mas também do pensamento.

Tradução: Nina Niu

Edição: Diego Goulart

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Paisagem do vale Jiuzhaigou no inverno
Pessoas visitam o Museu de Suzhou
Cisnes nadam no Reservatório de Huairou, norte de Beijing
Uma cadeira elevatória automática foi instalada no Centro Sênior de Baitaling, em Hangzhou
Pássaros silvestres comem os frutos restantes nas árvores de dióspiro
Um labirinto feito com plantas atrai turistas na cidade Kunming

Notícias

Comercialização condicional da vacina produzida pela China: segura e confiável
Vacina chinesa contra Covid-19: tecnologia madura e capacidade de produção suficiente
Brasil vai iniciar vacinação contra Covid-19 no dia 20
Sérvia recebe 1 milhão de vacinas chinesas da Sinopharm
Parte continental da China tem 96 novos casos de COVID-19 transmitidos localmente
Porta-voz chinesa elogia documentário A Era Pós-Pandêmica