​Comentário: Proposta chinesa para comércio de serviços revigorará economia mundial

Fonte: CRI Published: 2020-09-05 19:57:07
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

“A China superou várias dificuldades para realizar este importante evento econômico e comercial, com o objetivo de promover conjuntamente o desenvolvimento e a prosperidade do comércio de serviços do globo e a recuperação econômica mundial.” A afirmação foi feita nesta sexta-feira (4) pelo presidente chinês, Xi Jinping, na Cúpula Global de Comércio de Serviços da Feira Internacional de Comércio de Serviços da China 2020.

No discurso por vídeo, o presidente chinês apresentou três propostas para a cooperação em comércio de serviços e anunciou uma série de medidas concernentes, demonstrando a confiança e a determinação da China em continuar a política de abertura.

No discurso, Xi Jinping ainda analisou os atuais desafios e as oportunidades da economia mundial, dizendo que a abertura e a cooperação dos serviços estão se tornando um ímpeto importante para o desenvolvimento.

Segundo estatísticas, atualmente, 60% da produção total da economia mundial vem do setor de serviços, e as exportações de serviços, que respondem por 20% das exportações globais, contribuem com quase metade do valor agregado do comércio exterior global. O Relatório do Comércio Mundial feito pela OMC no final do ano passado apontou que o comércio de serviços se tornou o componente mais dinâmico do comércio internacional.

Perante o impacto da pandemia de COVID-19, como podemos promover a cooperação aberta no setor de serviços para torná-lo mais eficaz na promoção do desenvolvimento global? Xi Jinping apresentou três propostas, apelando à comunidade internacional para criar em conjunto um ambiente cooperativo aberto e inclusivo, ativar o ímpeto da cooperação impulsionada pela inovação e criar uma situação de cooperação mutuamente benéfica de ganha-ganha. Pode-se observar que essas três propostas se concentram nas características do comércio de serviços, nas tendências de desenvolvimento e na necessidade de cooperação internacional, além de serem altamente realistas.

Além de apresentar três propostas, o líder chinês anunciou uma série de medidas para promover a abertura e a cooperação no setor de serviços, demonstrando que a China sempre foi um importante impulsionador da abertura global e um firme apoiador do sistema comercial multilateral.

As medidas incluem o relaxamento do limite de entrada no mercado de serviços, a ampliação ativa da importação de serviços, o desenvolvimento do novo modelo do comércio de serviços e o estabelecimento de uma zona de demonstração para expandir a abertura na indústria de serviços em Beijing.

“A abertura da economia mundial levará à prosperidade e o fechamento levará ao declínio.” Esta é a lei do desenvolvimento social da humanidade. A China sempre empreendeu ações concretas para promover a construção de uma economia mundial aberta e continua cumprindo seu firme compromisso de se desenvolver junto com todo o mundo e construir a Comunidade de Futuro Compartilhado para a Humanidade.

Tradução: Xia Ren

Revisão: Erasto Santos Cruz

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Feira Internacional de Comércio de Serviços da China realizada do dia 4 a 9 de setembro em Beijing
Líderes chineses participaram de um evento para comemorar o 75º aniversário da vitória na Guerra de Resistência do Povo Chinês contra a Agressão Japonesa e na Guerra Antifascista Mundial
Turistas visitam a antiga cidade de Nantou
Paisagem do lago Baihua em Guiyang
O outono pode ser considerado a melhor estação para viajar de carro
Fotógrafo transforma alimentos em obras de arte

Notícias

​Xi Jinping discursa na Feira Internacional de Comércio de Serviços da China
Testes no exterior de vacinas chinesas na fase 3 atraem atenção da mídia ocidental
Feira Internacional de Comércio de Serviços da China é aberta hoje em Beijing
Felicidade floresce nas margens do rio Hutuo
Povo chinês nunca permitirá intervenção de forças externas, destaca presidente Xi Jinping
Imprensa estrangeira elogia recuperação econômica chinesa