Comentário: Sanções dos EUA não obterão sucesso

Fonte: CRI Published: 2020-08-27 21:19:39
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O Departamento do Comércio dos EUA declarou na quarta-feira (26) que sancionará 24 empresas chinesas por terem participado da construção da ilha artificial no Mar do Sul da China. No mesmo dia, o Departamento do Estado dos EUA decidiu por em prática a limitação de visto para os cidadãos chineses participantes da construção das ilhas. Os EUA, mais uma vez, interferiram brutalmente nos assuntos internos, violando a lei internacional e as normas das relações internacionais. A China tomará contramedidas necessárias para defender sua soberania, segurança nacional e interesse de desenvolvimento.

Todos sabem que a soberania territorial, direitos e interesses chineses no Mar do Sul da China têm bases histórica e legal suficientes. A construção no território é razoável e de acordo com as leis, além de não influenciar outros países, ao contrário, beneficia a melhoria dos serviços públicos aos países da região. Desde maio de 2015, a China está construindo cinco grandes faróis nas ilhas e recifes de Nansha para fornecer serviços integrados de assistência à navegação. Há dois anos, o país abriu centros de observação marítima e de meteorologia na região, fornecendo uma forte garantia para a segurança da navegação e para a produção e vida das pessoas ao longo da costa.

Depois que o atual governo estadunidense assumiu o poder, realizou mais de 20 chamados "ato de liberdade de navegação" na região, enviando só neste ano 3.000 aviões militares. Recentemente, o país mandou dois porta-aviões para a realização de exercícios militares e encorajaram seus aliados a aderirem ao chamado "ato de liberdade de navegação". A intenção da Casa Branca por trás desses atos inclui criar uma atitude dura em relação à China, tensão regional e instigar as relações entre a China e os países vizinhos.

Todos os países no Mar do Sul da China bem sabem que os EUA são o maior país de hegemonia marítima do mundo. Suas condutas de violação da lei internacional receberam condenações e críticas amplas da comunidade internacional. Atualmente, com os esforços conjuntos dos países da região, a situação no Mar do Sul da China permanece estável. As consultas sobre o "Código de Conduta no Mar do Sul da China" geram novos resultados constantemente, mostrando a firme determinação dos países regionais na salvaguarda da paz, amizade e cooperação marítima. As sanções dos EUA não são capazes de assustar a China e não obterão sucesso.

Tradução: Florbela Guo

Revisão: Erasto Cruz

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Máscaras de proteção de vários estilos
Aldeões debulham trigo em Gansu
Policiais verificaram a segurança dos ônibus escolares
Zhuhai, maravilhosa cidade costeira
Agricultores colhem arroz no distrito de Shuangfeng, província de Hunan
Um show de luzes realizado em Beijing

Notícias

Novo livro sobre o Brasil é lançado em Beijing
Brasil supera marca de 117 mil mortes causadas pela COVID-19
China conduz oitavo swap de letras do banco central em 2020
Beijing acelerará modernização com base na preservação da cultura tradicional
Discurso de Xi Jinping sobre circulação econômica suscita grande repercussão
Vida feliz de um norte-americano em Shenzhen