Sistema de Navegação por Satélites Beidou da China é acessível ao mundo inteiro

Fonte: CRI Published: 2020-08-01 19:58:21
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

A China anunciou nesta sexta-feira (31) o funcionamento do Sistema de Navegação Global por Satélites Beidou-3, com o qual abre um novo capítulo do Sistema Beidou para servir ao mundo inteiro.

O projeto da construção do Sistema Beidou começou em 1994. Já o primeiro Sistema Beidou-1 foi concluído em 2000, e o segundo em 2012, sendo ambos de navegação regional. Com o lançamento do Sistema Beidou-3, a China se torna o terceiro país do mundo a possuir o próprio sistema de navegação de escala global. Atrás deste empreendimento nacional, estão o trabalho duro e o suor de 300 mil cientistas e técnicos chineses ao longo de mais de duas décadas.

Atualmente, o Sistema de Navegação por Satélites Beidou já proporciona serviços integrados ao transporte, segurança pública, resgate de desastre natural, agricultura, silvicultura, pecuária e pesca, bem como aos setores de administração urbana, energia elétrica, finanças e comunicações, sendo amplamente aplicado em todas as áreas de desenvolvimento econômico e social.

Os dados oficiais mostram ainda que, no primeiro trimestre de 2020, mais de 70% dos celulares chineses já estão ligados ao Sistema Beidou. A China conseguiu construir uma cadeia industrial integral que compõe chips, placas, terminais e serviços operacionais.

O Sistema Beidou visa contribuir para a cooperação internacional e fornecer serviço global, com seus resultados acessíveis ao mundo inteiro. Neste momento, os produtos relacionados já foram exportados para mais de 120 países e regiões. Quanto à colaboração bilateral, a China promoveu ainda a compatibilidade de sinal do Sistema Beidou com o Sistema GLONASS da Rússia a e com o Sistema GPS dos Estados Unidos, além de aprofundar a colaboração com a União Europeia em termos de ajuste de frequências.

O Sistema Beidou foi reconhecido pela Organização Marítima Internacional como um sistema de navegação global e o seu padrão de sinais globais passou da maior parte da verificação de indicadores da Organização Internacional da Aviação Civil, além do primeiro padrão internacional de teste de equipamentos de recebimento a bordo do Sistema Beidou ter sido aprovado pela Comissão Eletrotécnica Internacional.

Os antepassados chineses utilizavam a Ursa Maior (Beidou, em chinês) para se localizarem. Hoje, a China contribui com o Sistema Beidou para servir o mundo. Acreditamos que o desenvolvimento da aplicação do Sistema Beidou contará com um futuro promissor.

Tradução: Isabel Shi

Revisão: Erasto Santo Cruz

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Shantou: uma cidade diversa, rica em história
Xiamen, um jardim sobre o mar
Belo dia de sol em Beijing
Shenzhen: uma cidade moderna, energética, internacionalizada e de moda
Idosos praticam aeróbica tradicional no parque Templo do Céu em Beijing
Próspera indústria de plantação de pêras em Xinjiang

Notícias

Emissão de títulos da China chega a US$ 680 bilhões em julho
Aldeia na região montanhosa de Chongqing está mais acessível e tecnológica
72% dos ingressos do Festival Internacional de Cinema de Beijing são vendidos em 10 minutos
​Começa construção do CMG Copyright Trade Center em Shanghai
Xi Jinping: PCCh sempre terá sucesso se governar para o povo
Mianmar inicia 4ª reunião da Conferência de Paz de Panglong do Século 21