Violinos trazem vida moderadamente próspera para antiga área de base revolucionária da China

Published: 2020-07-23 17:39:00
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Uma das antigas áreas de base revolucionária, o distrito de Queshan da província de Henan da China, era muito pobre. Em 2015, a medida que o parque industrial de instrumentos de cordas era estabelecido no local, um grupo de artesãos regressavam e alcançavam uma vida melhor.

Wang Jintang é natural de Queshan, e tem um atelier de violino. Em 2019, ele mudou-o para sua aldeia, Xiaowangzhuang, na qual há mais de uma dúzia de oficinas do instrumento. Agora, o distrito de Queshan pode produzir 400 mil unidades cada ano, sendo 80% dos violinos feitos à mão de média e alta classe da China.

A terra natal de Wang Jintang não tem terra com boa condição para cultivo, e, antigamente, os moradores sofriam com a pobreza. Na década 80, ele teve a oportunidade de trabalhar em uma fábrica de violino em Beijing. Durantes três anos, ele aprendeu tudo sobre a produção do instrumento, e ensinou seus conterrâneos. Cada vez mais moradores de Queshan foram a Beijing para trabalhar no setor,até que as técnicas desses artesãos se tornaram o padrão mais alto do país.

Em 2015, o distrito de Queshan criou um parque industrial de instrumentos de cordas em mais de 600 mus (1mu=0,067hectar) e forneceu auxílios às pessoas que queriam voltar a trabalhar. A medida atraiu muitos talentos. Hoje, o valor anual da produção deste setor do distrito atingiu 600 milhões de yuans e oferece mais de 2.600 empregos.

Além disso, a melhoria de vida trouxe mudanças. As escolas primárias e secundárias da vila Zhugou de Queshan adicionaram aulas de violinos e convidaram profissionais para ensinarem crianças. Até agora, há dez adolescentes que entraram em conservatórios.

Na próxima etapa, o governo de Zhugou vai construir uma aldeia com característica que integra a produção, experiência, vendas e exibição cultural de violino para melhorar a vida de mais pessoas.

Tradução: Nina Niu

Edição: Diego Goulart

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Shantou: uma cidade diversa, rica em história
Xiamen, um jardim sobre o mar
Belo dia de sol em Beijing
Shenzhen: uma cidade moderna, energética, internacionalizada e de moda
Idosos praticam aeróbica tradicional no parque Templo do Céu em Beijing
Próspera indústria de plantação de pêras em Xinjiang

Notícias

Emissão de títulos da China chega a US$ 680 bilhões em julho
Aldeia na região montanhosa de Chongqing está mais acessível e tecnológica
72% dos ingressos do Festival Internacional de Cinema de Beijing são vendidos em 10 minutos
​Começa construção do CMG Copyright Trade Center em Shanghai
Xi Jinping: PCCh sempre terá sucesso se governar para o povo
Mianmar inicia 4ª reunião da Conferência de Paz de Panglong do Século 21