Chancelaria chinesa exorta os EUA a corrigirem julgamento errado sobre mídias da China

Fonte: CRI Published: 2020-06-23 19:25:21
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O Departamento de Estado norte-americano anunciou na segunda-feira (22) a classificação de entidades das quatro mídias chinesas nos Estados Unidos como “missão estrangeira”.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, respondeu hoje (23) que a China exorta a parte norte-americana a abandonar o pensamento da Guerra Fria e do preconceito ideológico, corrigindo imediatamente essa decisão incorreta.

As quatros mídias envolvidas são, nomeadamente, a CCTV, a Agência de Notícias da China, o Diário do Povo e o Jornal Global Times. 

Zhao Lijian apontou que tal ação serve como mais uma prova da repressão política imposta por Washington à imprensa chinesa, o que interfere seriamente nas atividades normais das mídias chinesas nos EUA, revelando a hipocrisia da chamada liberdade de imprensa e expressão dos norte-americanos. “A China reserva as contramedidas necessárias para responder,” finalizou o porta-voz.

Tradução: Isabel Shi

Revisão: Gabriela Nascimento

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Beijing: residentes de comunidade realizam teste de ácido nucleico
Centro cultural em Urumqi
Paisagem de verão da pradaria Xilingol
Estradas turísticas ajudam aumentar a renda local
Lavandas florescem no vale do rio Ili
Parque Nacional do Pantanal de Minghu em Guizhou

Notícias

China e Índia comunicam a nível de major-general para aliviar tensão na fronteira
Chancelaria chinesa exorta os EUA a corrigirem julgamento errado sobre mídias da China
Visão de Xi Jinping sobre Jogos Olímpicos
Diretor do Departamento de Assuntos Europeus da Chancelaria chinesa apresenta resultados da 22ª Cúpula China-UE
China lança com sucesso último satélite do sistema chinês Beidou
China pede que Pompeo pare de disseminar “vírus político”