Chancelaria chinesa exorta os EUA a corrigirem julgamento errado sobre mídias da China

Fonte: CRI Published: 2020-06-23 19:25:21
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O Departamento de Estado norte-americano anunciou na segunda-feira (22) a classificação de entidades das quatro mídias chinesas nos Estados Unidos como “missão estrangeira”.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, respondeu hoje (23) que a China exorta a parte norte-americana a abandonar o pensamento da Guerra Fria e do preconceito ideológico, corrigindo imediatamente essa decisão incorreta.

As quatros mídias envolvidas são, nomeadamente, a CCTV, a Agência de Notícias da China, o Diário do Povo e o Jornal Global Times. 

Zhao Lijian apontou que tal ação serve como mais uma prova da repressão política imposta por Washington à imprensa chinesa, o que interfere seriamente nas atividades normais das mídias chinesas nos EUA, revelando a hipocrisia da chamada liberdade de imprensa e expressão dos norte-americanos. “A China reserva as contramedidas necessárias para responder,” finalizou o porta-voz.

Tradução: Isabel Shi

Revisão: Gabriela Nascimento

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Shantou: uma cidade diversa, rica em história
Xiamen, um jardim sobre o mar
Belo dia de sol em Beijing
Shenzhen: uma cidade moderna, energética, internacionalizada e de moda
Idosos praticam aeróbica tradicional no parque Templo do Céu em Beijing
Próspera indústria de plantação de pêras em Xinjiang

Notícias

Emissão de títulos da China chega a US$ 680 bilhões em julho
Aldeia na região montanhosa de Chongqing está mais acessível e tecnológica
72% dos ingressos do Festival Internacional de Cinema de Beijing são vendidos em 10 minutos
​Começa construção do CMG Copyright Trade Center em Shanghai
Xi Jinping: PCCh sempre terá sucesso se governar para o povo
Mianmar inicia 4ª reunião da Conferência de Paz de Panglong do Século 21