Emissão de títulos especiais do governo da China terá impacto limitado na liquidez

Fonte: Xinhua Published: 2020-06-17 16:36:20
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

A eminente emissão de títulos especiais do governo da China para o controle da COVID-19 terá um impacto limitado na liquidez do mercado e nos preços dos títulos, disseram os analistas.
A China emitirá os primeiros três lotes de títulos especiais do governo, no valor total de 170 bilhões de yuans (US$ 24 bilhões), para arrecadar fundos para a coordenação entre o controle epidêmico e o desenvolvimento econômico, informou nesta terça-feira o Ministério das Finanças.
Os primeiros dois lotes de títulos, de 50 bilhões de yuans de cinco anos e 50 bilhões de yuans de sete anos, serão listados e negociados em 23 de junho, enquanto o terceiro, de dez anos, se tornará negociável em 30 de junho, segundo comunicados no site da pasta.
Após o anúncio, os preços de títulos à vista caíram enquanto os rendimentos do tesouro subiram.
Embora as emissões de títulos do governo em larga escala reduzam inevitavelmente a liquidez do mercado e aumentem os custos de empréstimos, o impacto será limitado, disseram os analistas.
Os governos locais podem levar em consideração a emissão de títulos especiais e atrasar parte das suas próprias angariações de fundo via títulos, aliviando efetivamente sua pressão de liquidez, aponta Ming Ming, analista da CITIC Securities.
Ao mesmo tempo, o banco central intensificou as operações de mercado aberto recentemente, indicando um viés de flexibilização que aliviará parte da pressão, observa ele.
Zhang Xu, analista da Everbright Securities, destaca que alguns dos recursos captados por meio de emissões de títulos do governo anteriormente serão gastos em junho e julho, aumentando a liquidez do mercado.
A China adotará uma política fiscal mais proativa e eficaz, fixando seu déficit fiscal acima de 3,6% do PIB e emitindo 1 trilhão de yuans de títulos do governo para o controle da COVID-19 este ano, a fim de liberar mais fundos para empresas e indivíduos.
A Taxa Overnight de Oferta Interbancária de Shanghai (Shibor), que mede os custos com que os bancos chineses emprestam dinheiro entre si, aumentou 29,7 pontos-base, para 2,048% nesta quarta-feira. 

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Beijing desinfeta mercados de produtos agrícolas para frear COVID-19
Turistas visitam cachoeira Huangguoshu em Guizhou
Pessoas doam sangue no Dia Mundial do Doador de Sangue
Cenário do parque Zishan na cidade Handan, província de Hebei
Comunidade de Suzhou oferece serviço de entrega de refeições para idosos
Cooperativa de chá ajuda famílias a superarem a pobreza em Hainan

Notícias

Equipa médica da China ajuda combate à epidemia em São Tomé e Príncipe
Emissão de títulos especiais do governo da China terá impacto limitado na liquidez
Fed: recuperação econômica dos EUA enfrenta grandes incertezas
Tendência de desenvolvimento global e cooperação China-África diante da pandemia
Uso de eletricidade aumenta em maio na China
China vê alta nos preços de carne suína