Emissão de títulos especiais do governo da China terá impacto limitado na liquidez

Fonte: Xinhua Published: 2020-06-17 16:36:20
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

A eminente emissão de títulos especiais do governo da China para o controle da COVID-19 terá um impacto limitado na liquidez do mercado e nos preços dos títulos, disseram os analistas.
A China emitirá os primeiros três lotes de títulos especiais do governo, no valor total de 170 bilhões de yuans (US$ 24 bilhões), para arrecadar fundos para a coordenação entre o controle epidêmico e o desenvolvimento econômico, informou nesta terça-feira o Ministério das Finanças.
Os primeiros dois lotes de títulos, de 50 bilhões de yuans de cinco anos e 50 bilhões de yuans de sete anos, serão listados e negociados em 23 de junho, enquanto o terceiro, de dez anos, se tornará negociável em 30 de junho, segundo comunicados no site da pasta.
Após o anúncio, os preços de títulos à vista caíram enquanto os rendimentos do tesouro subiram.
Embora as emissões de títulos do governo em larga escala reduzam inevitavelmente a liquidez do mercado e aumentem os custos de empréstimos, o impacto será limitado, disseram os analistas.
Os governos locais podem levar em consideração a emissão de títulos especiais e atrasar parte das suas próprias angariações de fundo via títulos, aliviando efetivamente sua pressão de liquidez, aponta Ming Ming, analista da CITIC Securities.
Ao mesmo tempo, o banco central intensificou as operações de mercado aberto recentemente, indicando um viés de flexibilização que aliviará parte da pressão, observa ele.
Zhang Xu, analista da Everbright Securities, destaca que alguns dos recursos captados por meio de emissões de títulos do governo anteriormente serão gastos em junho e julho, aumentando a liquidez do mercado.
A China adotará uma política fiscal mais proativa e eficaz, fixando seu déficit fiscal acima de 3,6% do PIB e emitindo 1 trilhão de yuans de títulos do governo para o controle da COVID-19 este ano, a fim de liberar mais fundos para empresas e indivíduos.
A Taxa Overnight de Oferta Interbancária de Shanghai (Shibor), que mede os custos com que os bancos chineses emprestam dinheiro entre si, aumentou 29,7 pontos-base, para 2,048% nesta quarta-feira. 

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Shantou: uma cidade diversa, rica em história
Xiamen, um jardim sobre o mar
Belo dia de sol em Beijing
Shenzhen: uma cidade moderna, energética, internacionalizada e de moda
Idosos praticam aeróbica tradicional no parque Templo do Céu em Beijing
Próspera indústria de plantação de pêras em Xinjiang

Notícias

Emissão de títulos da China chega a US$ 680 bilhões em julho
Aldeia na região montanhosa de Chongqing está mais acessível e tecnológica
72% dos ingressos do Festival Internacional de Cinema de Beijing são vendidos em 10 minutos
​Começa construção do CMG Copyright Trade Center em Shanghai
Xi Jinping: PCCh sempre terá sucesso se governar para o povo
Mianmar inicia 4ª reunião da Conferência de Paz de Panglong do Século 21