Comentário: Economia chinesa continua em recuperação

Fonte: CRI Published: 2020-06-15 21:18:51
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

A Administração Nacional de Estatísticas publicou hoje (15) os dados econômicos de maio, no qual apontam melhora e recuperação contínua dos índices econômicos. A economia chinesa, frente às pressões internas e externas, é capaz de vencer as dificuldades temporárias e se desenvolver constantemente.

Em maio, a produção industrial de valor agregado subiu 4,4% ano a ano em maio, ampliando a recuperação de 0,5 ponto percentual a mais em relação à taxa de crescimento registrada em abril. O índice de produção do setor de serviço aumentou 1% quando comparado com ano passado, ante a queda de 4,5% registrada em abril. As vendas no varejo de bens de consumo caíram 2,8% em termos anuais em maio. O índice de preço ao consumidor aumentou 2,4% em maio, tendo um declínio de 0,9% em relação ao mês de abril. A taxa de desemprego na zona urbana registrou uma queda de 0,1 ponto percentual no mês passado.

Nos dados econômicos de maio, alguns pontos brilhantes são destacados. O primeiro é a melhora do consumo. A venda de mercado tem melhorado em três meses consecutivos. A venda no varejo das mercadorias em maio já quase atingiu o nível do mesmo período do ano passado. As vendas online ao vivo se tornaram bastante dinâmicas. Tudo isso indica que o consumo forte de 1,4 bilhão de pessoas continua a ser o maior motor do crescimento econômico chinês.

As indústrias de alta tecnologia se tornaram outra força motriz de crescimento. Em maio, o valor agregado das indústrias manufatureiras de high-tec aumentou 8,9%, sendo 4,5% a mais do que o nível médio das indústrias. A produção de equipamentos de impressão 3D, relógios inteligentes, wafers de circuitos integrados, postos de carregamento e outros produtos aumentou mais de 70% ano a ano.

A China já lançou o plano da construção de “novas infraestruturas”. O governo enfatizou mais uma vez a aceleração do desenvolvimento da rede 5G, bancos de dados e outras novas infraestruturas para fornecer apoio macropolítico à reestruturação da cadeia de suprimento. Isso também promoverá a cadeia industrial global e aumentará a atração ao mercado chinês.

Hoje de manhã(15), a  edição 127 da Feira de Importação e Exportação da China (Feira de Guangzhou) foi aberta. O evento durará dez dias e é realizado online. Cerca de 25 mil empresas farão negócios pela Internet.

Quanto mais difícil esteja a situação, a China ampliará mais a abertura. Uma China defensora do multilateralismo e da globalização é capaz de promover a recuperação econômica nacional e injetar impulso ao desenvolvimento econômico do mundo.

Tradução: Florbela Guo

Revisão: Diego Goulart

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Shantou: uma cidade diversa, rica em história
Xiamen, um jardim sobre o mar
Belo dia de sol em Beijing
Shenzhen: uma cidade moderna, energética, internacionalizada e de moda
Idosos praticam aeróbica tradicional no parque Templo do Céu em Beijing
Próspera indústria de plantação de pêras em Xinjiang

Notícias

Emissão de títulos da China chega a US$ 680 bilhões em julho
Aldeia na região montanhosa de Chongqing está mais acessível e tecnológica
72% dos ingressos do Festival Internacional de Cinema de Beijing são vendidos em 10 minutos
​Começa construção do CMG Copyright Trade Center em Shanghai
Xi Jinping: PCCh sempre terá sucesso se governar para o povo
Mianmar inicia 4ª reunião da Conferência de Paz de Panglong do Século 21