Adotado Código Civil da China na legislatura nacional

Fonte: Xinhua Published: 2020-05-28 15:39:30
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Os legisladores chineses votaram na quinta-feira a favor da adoção do Código Civil do país na terceira sessão da 13ª Assembleia Popular Nacional, o mais alto órgão legislativo da China.
O Código Civil entrará em vigor em 1º de janeiro de 2021.

Além das disposições gerais e das suplementares, o Código Civil, o mais novo direito civil contemporâneo do mundo, possui seis partes sobre direitos de propriedade, contratos, direitos de personalidade, casamento e família, herança, e responsabilidades civis.

Os direitos de personalidade, direitos de propriedade e outros direitos e interesses legítimos das partes em relações legais civis devem ser protegidos pela lei e não devem ser infringidos por nenhuma organização ou indivíduo, lê-se no capítulo de abertura do Código Civil.

Os legisladores dizem que a codificação não é sobre formular um novo direito civil, mas sim incorporar sistematicamente as atuais leis e regulamentações civis, modificando-as e melhorando-as para se adaptarem às novas situações, mantendo a consistência delas.

Uma grande inovação do Código Civil da China, segundo os juristas, é incorporada na parte de direitos de personalidade. Enquanto alguns países possuem disposições de direito relacionadas, poucos têm um livro de direito específico em código civil dedicado a proteger os direitos de personalidade.

A parte de direitos de personalidade abrange estipulações sobre os direitos de um sujeito civil para sua vida, corpo, saúde, nome, retrato, reputação e privacidade, entre outros.

A parte de direitos de personalidade mostra que a China atingiu um novo patamar na proteção da dignidade das pessoas, disse Chen Jingying, uma legisladora e vice-presidente da Universidade de Ciência Política e Direito do Leste da China.

O Código Civil é um marco no desenvolvimento do sistema legal socialista com características chinesas e impulsionará notavelmente a modernização do sistema e capacidade de governança da China, disse Wang Yi, diretor da escola de direito da Universidade Renmin, da China.

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Expedição chinesa chegou ao cume do Monte Qomolangma
Pandas gigantes no Parque Safári Chimelong em Guangzhou
Paisagem de verão do campo na vila de Chonglou em Guangxi
Agricultores estão ocupados com a colheita de trigo em Henan
Escolas primárias de Guiyang retomam gradualmente as aulas
Vista aérea de Yulin, cidade nacional de floresta

Notícias

Boeing retoma produção do 737 MAX
Entrevista com economista brasileiro José Nelson Bessa Maia
Adotado Código Civil da China na legislatura nacional
China adota decisão para fazer leis de segurança nacional de Hong Kong
Legislatura nacional da China aprova relatório de trabalho do governo
Parte continental da China reporta 2 novos casos importados de COVID-19