Comentário: Economia chinesa recupera-se rapidamente em meio à epidemia

Published: 2020-05-20 20:18:09
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

As sessões anuais da Assembleia Popular Nacional (APN) da China e do Comitê Nacional da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês (CCPPCh) estão para começar. Perante as pressões do comércio internacional e agitações do mercado financeiro global, como a China coordenará o controle da epidemia do novo coronavírus e o desenvolvimento socioeconômico atrai muita atenção da comunidade internacional.

Muitas estatísticas mostram que, apesar dos testes inesperados da epidemia do COVID-19, a boa tendência de desenvolvimento econômico da China não mudou a longo prazo. O país asiático possui a confiança e as condições necessárias para concretizar suas metas de desenvolvimento como planejado.

Desde o surto, a economia chinesa apresentou uma forte resistência a pressões e grande capacidade de recuperação. A retomada do trabalho e da produção vem sendo promovida aceleradamente com o controle da epidemia.

Em abril, o valor agregado industrial da China registrou um aumento de 3,9% em comparação com o mesmo período do ano passado, virando a retração de 1,1% em março. A exportação teve um aumento de 8,2%. Os resultados foram bem mais altos do que os previstos.

Por trás destas cifras estão a retomada da produção de fábricas e a normalização gradual da vida da população. As pessoas voltaram a fazer compras, ir a restaurantes e até a viajar para outros lugares.

Analisando os pilares da economia chinesa, as vantagens de base industrial, capacidades de suporte e recursos humanos do país permanecem. Esses fatores, junto com as condições de logística e transporte, podem dar suporte ao crescimento econômico da China para médio e longo prazo. Além disso, a China vem aprofundando sua reforma e abertura e promovendo a inovação, o que incentiva continuamente as forças endógenas, potenciais e a vitalidade da economia chinesa.

Com essas vantagens, o mundo mantém sua confiança no mercado chinês. Com uma contribuição de mais de 30% ao crescimento econômico global já por muitos anos, a recuperação da economia chinesa também injeta uma força motriz para a economia mundial. Analistas consideram que o reaumento das bolsas de valores norte-americanas em abril é atribuído parcialmente à esperança de que a China lidere na recuperação da economia mundial.

Ao mesmo tempo, a China também está ciente de que o desenvolvimento da economia do país enfrenta desafios sem precedentes. O país precisa ter uma preparação mental e real em resposta às mudanças externas de longo prazo. As decisões a serem tomadas durante as “duas sessões” da China deste ano impulsionarão o desenvolvimento do país e injetarão estabilidade à economia mundial.

Tradução: Paula Chen

Revisão: Erasto Santo Cruz

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Quinze casais tiram fotos de casamento em Nanjing
As autoridades locais de Fuzhou realizam transmissões ao vivo para promover o turismo
Geoparque nacional de Qibainong em Guangxi
Beijing toma várias medidas para favorecer a classificação de lixo realizada por moradores
Oficinas de redução da pobreza fornecem empregos a residentes realocados em Guangxi
Mar de flores na província de Jiangsu

Notícias

​CMG produz programa em 5G+8K pela primeira vez na China
China pede que Austrália abandone manipulação política sobre a pandemia
Chancelaria chinesa: EUA sabem quem está fazendo “propaganda falsa” do COVID-19
Chefe da OMS pede união mundial para combater pandemia
SDC Brasil toma medidas para promover prevenção da epidemia e atividades de produção
Xi Jinping pede a construção da comunidade global de saúde integrada