Comitê Central do PCCh escuta sugestões sobre prevenção e controle do COVID-19

Fonte: CRI Published: 2020-05-08 21:49:44
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O Comitê Central do Partido Comunista da China (PCCh) realizou nesta sexta-feira (5) em Beijing um simpósio para escutar as sugestões sobre o trabalho de prevenção e controle do COVID-19 propostas por representantes dos partidos democráticos, da Federação Chinesa da Indústria e Comércio e por representantes sem partido.

O secretário-geral do Comitê Central do PCCh, Xi Jinping, presidiu o simpósio e proferiu um discurso. Ele frisou que, através de esforços duros, a luta contra a pandemia obteve resultados estratégicos. Além disso, a promoção integral da contenção da pandemia e do desenvolvimento socioeconômico teve frutos positivos. Segundo o secretário-geral, é preciso manter a alta atenção no controle do COVID-19, impulsionar a retomada do trabalho e dos estudos escolares assim como se esforçar ao máximo para alcançar as metas de eliminação da pobreza.

Li Keqiang, Wang Yang e Wang Huning, todos membros do Comitê Permanente do Birô Político do Comitê Central do PCCh, compareceram ao simpósio. Li Keqiang relatou a situação sobre o trabalho de prevenção e controle do COVID-19.

Tradução: Joaquina Hou

Revisão: Erasto Santos Cruz

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Vista do parque em Hefei, Anhui
Mar de nuvens na vila de Liushigang em Hebei
Palácio da Juventude da Região Autônoma do Tibete foi inaugurado em Lhasa
Vista aérea de campo de sal no Tibete
Azaleias florescem na montanha Xitai em Henan
Bela paisagem dos Terraços de Arroz de Honghe Hani

Notícias

Segundo especialista chinês, “vazamento do coronavírus” não tem fundamento
Revista Nature publica tese elogiando intervenções não farmacêuticas da China no combate ao COVID-19
Livro de paciente curada do COVID-19 é publicado
EUA registraram doença fatal inexplicável do sistema respiratório em 2019
​Primeiros casos de COVID-19 nos EUA e na França ocorreram no ano passado
Comentário: Até quando os políticos dos EUA querem enganar o mundo?