China planeja enviar equipes médicas a Itália

Published: 2020-03-11 20:32:30
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

A China quer contribuir com o combate global ao COVID-19 ao mesmo tempo que não relaxará a prevenção e o controle antiepidêmico no próprio país, afirmou nesta quarta-feira em Beijing o porta-voz da chancelaria chinesa, Geng Shuang.

De acordo com Geng Shuang, a China enviará equipes de profissionais de saúde aos países e regiões em necessidades. Até o momento, a Cruz Vermelha chinesa já mandou especialistas ao Irã e Iraque para ajudar no controle da epidemia local. A China também planeja enviar grupos médicos à Itália.

O porta-voz disse que, com uma atitude aberta, transparente e responsável, a China continuará a compartilhar informações relativas à epidemia com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a comunidade internacional. O país também espera reforçar a cooperação com outras nações e regiões para impedir a disseminação do COVID-19.

Até o momento, a China já publicou a 7ª edição do plano de diagnóstico e tratamento da pneumonia causada pelo novo coronavírus e a 6ª edição do plano de prevenção e controle da epidemia. Esses documentos já foram traduzidos para outras línguas.

Tradução: Paula Chen

Revisão: Gabriela Nascimento

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Paisagem de primavera do Lago Oeste
Construção da superponte do rio Qingshui é retomada em Guizhou
Campo de flores de canola em Zhejiang
Os dois últimos hospitais temporários em Wuhan foram fechados
Guindastes-de-pescoço-preto na reserva natural nacional de Caohai
Hospital temporário de Wuhan realizou evento em comemoração ao Dia Internacional da Mulher

Notícias

Trump suspende todas as viagens da Europa para os EUA, exceto Grã-Bretanha
Países europeus anunciam novas medidas de prevenção epidêmica
Chancelaria do Irã diz que “auxílio” dos EUA é mentira
Irã constrói centros temporários para internar infectados com o COVID-19
China informa 15 novos casos de infecção pelo novo coronavírus nesta quarta-feira
China planeja enviar equipes médicas a Itália