Comentário: empresas de capital estrangeiro têm confiança na China

Published: 2020-02-21 20:49:08
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O Ministério de Comércio da China revelou hoje (21) que até o dia 15 deste mês, na província de Shandong, todas as 32 empresas sul-coreanas de produção de peças de automóveis já voltaram a funcionar.

Isso é uma boa notícia para todas as empresas automobilísticas do mundo. Ontem (20), na conversa telefônica com o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, o presidente chinês, Xi Jinping, disse que as influências da epidemia nos contatos econômicos e comerciais entre a China e a Coreia do Sul são temporárias.

De fato, além das empresas sul-coreana, empresas de capitais estrangeiros de outros países na China também recuperam suas atividades de produção sucessivamente. Até agora, 80% das principais empresas estrangeiras em Shanghai, Shandong e Hunan já voltaram a funcionar. A fábrica da Tesla em Shanghai, por exemplo, começou a funcionar normalmente já no dia 10 deste mês. A previsão é que até o final do mês corrente, as empresas de capital estrangeiro na maior parte da China retomem suas produções.

As empresas estrangeiras sabem que os impactos da epidemia são temporários, e que a tendência de desenvolvimento de longo período da economia chinesa não mudará. Além disso, um mercado de 1,4 bilhão de pessoas é muito atraente. As estatísticas mostram que desde 2017, a China foi o segundo maior país do mundo a atrair mais investimentos estrangeiros em três anos consecutivos.

Para ajudar as empresas estrangeiras a recuperar as produções, o governo chinês também lançou uma série de políticas favoráveis, reafirmando que devem tratar com igualdade as empresas estrangeiras e nacionais. O governo do município central de Shanghai já adotou 28 medidas para garantir o desenvolvimento das empresas, beneficiando mais de 140 empresas estrangeiras.

Na luta contra a epidemia, as empresas estrangeiras também fizeram contribuições notáveis. Até o dia 14, elas doaram mais de 1.76 bilhão de yuans, além de grande quantidade de materiais médicos e de subsistência.

O presidente da Câmara de Comércio China-EUA, Greg Gilligan, disse que eles querem provar com essas atividades que também fazem parte da sociedade chinesa.

Tradução: Luís Zhao

Revisão: Erasto Santos Cruz

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Mais pacientes do novo coronavírus recebem alta do hospital
Flores de ameixeira florescem em jardim ecológico em Shanghai
Equipe médica de Fujian parte para Wuhan
Voluntários doam sangue em Anhui
Estudantes iniciam aprendizado online na China
Mais empresas de Jinan retomam produção

Notícias

Pesquisa aponta que 75% das companhias estão confiantes sobre economia chinesa
Bebê de 10 meses com novo coronavírus se recupera no leste da China
China acelera desenvolvimento de vacinas contra coronavírus
Turquia enaltece medidas chinesas na luta contra epidemia
Do caso do “Diamond Princess”, entende-se a prevenção da China contra epidemia
Benfica mostra solidariedade à China na Liga NOS