Comentário: epidemia destaca a importância da China na cadeia industrial do mundo

Fonte: CRI Published: 2020-02-18 21:57:21
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

No início de fevereiro, a empresa automobilística da Coreia do Sul, Hyundai Motor, parou sua produção por causa da falta de fornecimento das peças produzidas na China. Ontem (17), a maioria das linhas de produção da Hyundai voltaram a funcionar porque algumas empresas chinesas recuperaram as atividades de produção.

Esta notícia demonstrou a importância da China na cadeia industrial do mundo. Com a melhora da situação da epidemia causada pelo novo coronavírus, cada vez mais empresas chinesas voltaram a funcionar. Isso pode garantir não só a realização dos objetivos econômicos da China, como também a establidade da cadeia industrial global.

Desde o dia 10 de fevereiro, exceto na província de Hubei, empresas de outros lugares na China voltaram a funcionar sucessivamente. No entanto, isso não significa que a China relaxou a prevenção e o controle da epidemia. O país continua fortalecendo a luta contra o novo coronavírus nas regiões mais afetadas, e os governos locais de outras regiões devem combinar bem o controle da epidemia e a recuperação das produções conforme suas realidades.

Em 2019, o Instituto Global McKinsey relatou que a dependência da China para a economia mundial diminuiu, e ao contrário, o mundo tem uma dependência crescente da economia chinesa.

Segundo a pesquisa do instituto, a China é o maior destino de exportação de 33 países e a maior fonte de importação de 65 países do mundo. Se a China não retomar as atividades de produção a tempo, as empresas estrangeiras, que aguardam ansiosamente matérias-primas e componentes e consideram o país um importante mercado de recursos, sofrerão grande impacto. Por tanto, fazer bem os trabalhos de prevenção e controle de epidemia e da recuperação da produção pela China é um ato responsável pelo mundo.

Atualmente, os governos central e locais da China já tomaram uma série de medidas para reduzir custos de financiamento, promover benefícios fiscais e criar oportunidades de emprego. Por outro lado, os funcionários têm que passar por processos de inspeção de saúde e desinfecção antes de começarem seus trabalhos. Isso é uma prática concreta que coordena a prevenção e o controle do surto e a recuperação da ordem econômica e social.

Como disse Robert C.Merton, ganhador do Nobel de Economia e professor do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, em uma carta aberta ao povo chinês: “Estamos otimistas com a tendência de desenvolvimento da economia chinesa por longo prazo e também acreditamos que o país vai se tornar mais forte depois de superar a epidemia.”

Tradução: Luís Zhao e Zhao Yan

Revisão: Gabriela Nascimento

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Estudantes iniciam aprendizado online na China
Mais empresas de Jinan retomam produção
Chongqing: restaurantes continuar focando no serviço de entrega
Paisagem de primavera do Lago Oeste em Hangzhou
China envia mais de 20 mil médicos para ajudar no combate antivírus em Hubei
Agricultores de toda a China retomam produção

Notícias

Comentário: epidemia destaca a importância da China na cadeia industrial do mundo
BMW Brilliance retoma operação em meio à epidemia
Hong Kong fretará aviões para levar de volta residentes em navio no Japão
Comentário: “ruptura com a China” é uma piada
Xiaomi se torna a principal marca de TV da China
Indústria de marketing digital da China mantém crescimento em meio a epidemia