China demonstra mais confiança, determinação e medidas no combate contra epidemia

Fonte: CRI Published: 2020-02-11 20:45:27
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Durante a inspeção de prevenção e controle da epidemia de pneunomia do novo coronavírus em Beijing nesta segunda-feira (10), o presidente chinês, Xi Jinping, reiterou que, perante a situação ainda severa, é necessário ter mais firme confiança e determinação, assim como medidas mais resolutas para conter a propagação da epidemia e vencer o combate.

Trata-se da terceira vez que o presidente chinês deu instruções sobre a prevenção e o controle da epidemia desde seu surto. Anteriormente, Xi Jinping presidiu, por duas vezes, reuniões que convocaram os membros permanentes do Birô Político do Comitê Central do Partido Comunista da China, a mais alta liderança do Partido, sobre o mesmo trabalho. Na inspeção da segunda-feira, Xi Jinping apresentou o planejamento geral de prevenção e controle da epidemia, e reiterou a necessidade de trabalhos pragmáticos e detalhados, o apoio das massas populares, e a coordenação de todas as tarefas do desenvolvimento socioeconômico.

Crença, convicção e confiança são de extrema importância em todos os momentos. Perante a epidemia, a China demonstra sua firme confiança e determinação, que vêm da vantagem institucional do país. Sob o comando do supremo líder do país e a liderança do grupo central do tratamento da epidemia, toda a sociedade chinesa foi mobilizada e o trabalho já teve efeito inicial.

De acordo com a Comissão Nacional da Saúde da China, no dia 10, foram confirmados 381 novos casos de infecção do novo coronavírus fora da província de Hubei, representando uma queda em sete dias consecutivos. Ao mesmo tempo, a taxa de cura da doença está subindo claramente, de 1,3% em 27 de janeiro para 8,2% em 9 de fevereiro. Tudo isso representa o trabalho científico e eficaz tomado pela China, além de consolidar a confiança na vitória contra a epidemia.

Atualmente, a prevenção e o controle da epidemia estão no momento crucial, especialmente com o surgimento de novas situações e questões. O ponto da virada da epidemia ainda não está explícito, o que nos exige continuar em alerta. Ainda no dia 10, a equipe avançada da Organização Mundial da Saúde, composta por especialistas internacionais, chegou à China para cooperar com os colegas do país. Esta ação tambén fortaleceu a confiança da China no combate à epidemia.

A prevenção e o controle da epidemia são uma guerra severa relacionada à segurança da vida e saúde da população. Como disse o secretário-geral da ONU, António Guterres, a China empregou um enorme esforço para conter a epidemia e prevenir sua propagação, o que é admirável. Nesse momento crucial, a inspeção de Xi Jinping na luta contra a epidemia e suas instruções são mais um esforço da China para proteger a saúde dos próprios chineses e dos povos do resto do mundo.

A epidemia parece um monstro, e não cedemos nenhum espaço para ele se esconder. A China está confiante que vencerá este combate, com base nos trabalhos pragmáticos e detalhados, no apoio da população e na cooperação com a comunidade internacional.

Tradução: Xia Ren

Revisão: Gabriela Nascimento

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Funcionários ferroviários realizam operações de desinfecção para conter a propagação da epidemia
Mais equipes médicas são enviadas a Hubei para lutar contra coronavírus
Wuhan estabelece mais hospitais temporários para garantir tratamento de pacientes
Hospital Huoshenshan começou a receber pacientes infectados com coronavírus
Funcionários produzem equipamentos de proteção para ajudar no combate ao novo coronavírus
Construção do hospital Huoshenshan completada

Notícias

China retificará lei sobre proteção de vidas selvagens
Wuhan recebe carne de porco congelada
Fundamentos do crescimento econômico de longo prazo permanecem inalterados, diz Xi Jinping
Xi Jinping cumprimenta os profissionais da saúde
Xi Jinping inspeciona hospital de tratamento de coronavírus em Beijing
China anuncia medidas para apoiar pequenas e médias empresas em meio à epidemia