Ministério das Relações Exteriores da China concorda com EUA em tirar China da lista de países manipuladores de câmbio

Published: 2020-01-14 20:07:06
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Geng Shuang, respondeu hoje (14) na coletiva de imprensa em Beijing a ação dos EUA para tirar a China da lista de países manipuladores de câmbio.

Segundo o porta-voz chinês, a China nunca nunca foi um país manipulador de câmbio, o que já é um consenso comum entre a comunidade internacional, portanto, a decisão norte-americano combina com a realidade.

Geng Shuang disse que a recente avaliação do Fundo Monetário Internacional mostra que a taxa cambial do Renminbi combina com os fundamentos econômicos do país, demonstrando assim que não é um manipulador de câmbio. Porém, o porta-voz chinês afirmou que a China é um país com grande responsabilidade, e que nunca efetua uma desvalorização competitiva da moeda nem utiliza a taxa cambial como uma maneira para enfrentar problemas econômicos externos.

O porta-voz chinês afirmou que o país continuará aprofundando a sua reforma no mercado cambial, além de aprimorar o sistema de taxa cambial fluente e manter o valor da moeda chinesa em uma posição estável e equilibrada.

Tradução: Hao Guo

Revisão: Erasto Santos


Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

China entra na alta temporada de viagens da Festa da Primavera
Festival de Lanternas de Qinhuai inaugurado em Nanjing
Nanning: Mercados realizam preparativos para Festival da Primavera
Pandas gigantes se divertem na neve em Jinan
China Post lança selos especiais do Ano Lunar do Rato
Neve cai em Beijing pela primeira vez em 2020

Notícias

Mais de 63 bilhões de encomendas foram entregues por 3,2 milhões de entregadores em 2019 na China
Correspondentes da CGTN visitam cemitério em Xinjiang para quebrar mentiras
ONU lança selos comemorativos do Ano do Rato
Beijing promoverá classificação de lixos sólidos
Air Macau estabelece-se no Aeroporto Internacional de Beijing-Daxing
Produção e venda de carro elétrico chinês continua a manter posição liderança em 2019