Comentário: Prêmio demonstra progresso científico e tecnológico da China

Published: 2020-01-10 19:13:24
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Foi realizada hoje (10) a Conferência Nacional de Condecoração de Ciência e Tecnologia da China. O projetista-chefe da primeira geração dos submarinos nucleares do país, Huang Xuhua, junto com o renomado meteorologista, Zeng Qingcun, ganharam o mais alto prêmio de ciência da China de 2019. A honra em receber este prêmio revela o segredo do progresso científico e tecnológico da China.

Em 2019, o primeiro pouso de seres humanos na parte de trás da Lua realizado pelo veículo Chang’e-4, o lançamento do foguete portador de nova geração Longa Marcha 5 e a criação do primeiro chip semelhante a um cérebro humano do mundo demonstram o aumento do poder científico e tecnológico da China.

Nos últimos 70 anos, além da visão prospectiva dos líderes chineses, o espírito de inovação e luta gerado pela cultura chinesa também desempenhou um papel muito importante.

Huang Xuhua e os membros de sua equipe usaram ábaco, régua de cálculo e até escalas para resolver o problema do centro de gravidade dos submarinos nucleares.

Nos últimos 20 anos, a China criou prêmios para incentivar os pesquisadores a se concentrarem na inovação científica e tecnológica. Especialmente em 2019, o governo chinês aumentou significativamente o valor dos prêmios.

A China sempre aderiu à cooperação e abertura na promoção do desenvolvimento da ciência e da tecnologia. Por um lado, o país está consciente de que, como o maior país em desenvolvimento do mundo, o seu nível geral de ciência e tecnologia ainda tem uma lacuna em comparação com os países desenvolvidos e que deve aprender com as conquistas de ponta internacionais. Por outro lado, é necessária uma cooperação mais estreita entre os países para lidar com os desafios comuns da huamanidade.

A China planeja concluir a construção da estação espacial por volta do ano de 2022 e convida os países ao redor do mundo a usar essa estação espacial para realizar cooperações. Sem dúvida, as ideias e ações da China para promover a cooperação científica e tecnológica global atendem aos interesses comuns da comunidade internacional.

Recentemente, o site da revista britânica "Nature" anunciou as dez principais figuras científicas que influenciaram o mundo em 2019. O cientista chinês Deng Hongkui foi selecionado por suas pesquisas sobre a edição de genes CRISPR. Este é outro exemplo da inovação científica da China na vanguarda mundial.

Tradução: André Hu

Revisão:Erasto Santo Cruz


Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Festival de Lanternas de Qinhuai inaugurado em Nanjing
Nanning: Mercados realizam preparativos para Festival da Primavera
Pandas gigantes se divertem na neve em Jinan
China Post lança selos especiais do Ano Lunar do Rato
Neve cai em Beijing pela primeira vez em 2020
Paisagem de inverno no Lago Salgado Yuncheng em Shanxi

Notícias

Comentário: incêndio em montanhas da Austrália despertará Scott Morrison?
Trump diz que não houve vítimas norte-americanas em ataque iraniano e sinaliza desescalada
Navio de pesquisa chinês termina exploração científica no Pacífico Ocidental
Xinjiang recebe US$ 2,7 bilhões de fundos de ajuda em 2019
Tesla lança programa do Modelo Y em Shanghai
Reservas cambiais da China chegam a US$ 3,11 trilhões