Entrada de investimento direto estrangeiro da China sobe 6% entre janeiro e novembro

Fonte: Xinhua Published: 2019-12-13 16:13:41
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O investimento direto estrangeiro (IDE) recebido pela parte continental da China cresceu 6% em termos anuais, para 845,9 bilhões de yuans nos primeiros 11 meses do ano, de acordo com os dados divulgados pelo Ministério do Comércio.

Em termos de dólares norte-americanos, o influxo de IDE foi de US$ 124,4 bilhões durante o período, aumentando 2,6% ano a ano.

Somente em novembro, o IDE atingiu 93,5 bilhões de yuans, um aumento de 1,5% em relação ao ano anterior.

Durante o período de janeiro a novembro, foram estabelecidas 36.747 novas empresas de capital estrangeiro.

O investimento estrangeiro nas indústrias de alta tecnologia subiu 27,6% ao ano, para 240,7 bilhões de yuans, representando 28,5% do IDE total, indicaram as cifras da pasta.

Os influxos para a manufatura de alta tecnologia chegaram a 83,4 bilhões de yuans, uma alta de 5,7%, já para os serviços de alta tecnologia foram destinados 157,3 bilhões de yuans, 43,4% a mais que no ano passado.

As zonas piloto de livre comércio da China registraram um IDE de 121,3 bilhões de yuans, respondendo por 14,3% do IDE total.

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Um hotel feito de gelo e neve em Mohe
Paisagem da montanha Wuyi,província de Fujian
Competição de produtos feitos de barro foi realizada em Chongqing
O mar de nuvens na alvorada do inverno na cidade de Puer, província de Yunnan
Vista aérea do Lago Oeste em Hangzhou
Festival Internacional de Circo da China realizado em Zhuhai

Notícias

Entrada de investimento direto estrangeiro da China sobe 6% entre janeiro e novembro
Entrevista: Intercâmbios de educação entre parte continental e Macau demonstra força do "um país, dois sistemas"
Beijing sedia Exposição dos Êxitos de Desenvolvimento das Mulheres e Crianças de Macau
Sinologista francês elogia êxitos da China no desenvolvimento dos direitos humanos
Economia digital representará metade do PIB da China até 2023, diz IDC
Comissário de direitos humanos da ONU enaltece contribuição da China