Sinologista francês elogia êxitos da China no desenvolvimento dos direitos humanos

Fonte: CRI Published: 2019-12-12 16:37:42
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Beijing sediou entre os dias 10 e 11 de dezembro o Fórum Sul-Sul de Direitos Humanos 2019. O sinologista francês e CEO da empresa de consultoria CEC de Luxemburgo, Lionel Vairon, participou do fórum e concedeu uma entrevista ao Grupo de Mídia da China (CMG, na sigla em inglês). Ele declarou que todos os países devem seguir um caminho de desenvolvimento dos direitos humanos corresponde à própria condição nacional.

O evento, organizado pelo Gabinete de Imprensa do Conselho de Estado da China e pelo Ministério das Relações Exteriores, teve como tema “Diversidade de civilizações e desenvolvimento global de direitos humanos”. Mais de 300 convidados de 80 países e organizações internacionais compareceram ao evento. Depois de ouvir os discursos de outros representantes, Vairon declarou que o fórum possui um grande significado para impulsionar a cooperação e intercâmbios dos direitos humanos entre os países em desenvolvimento. Ele elogiou os esforços do governo chinês na proteção dos direitos humanos e na eliminação da pobreza.

Quanto ao chamado Projeto de Lei de Direitos Humanos Uigures de 2019, aprovado recentemente pela Câmara dos Deputados dos EUA, Vairon criticou Washington por manter sempre uma atitude autoritária ao tratar dos assuntos internacionais e de outros países. Este projeto é um pretexto dos EUA para pressionar a China através da questão dos direitos humanos.

Tradução: Zhao Yan

Edição: Diego Goulart





Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Um hotel feito de gelo e neve em Mohe
Paisagem da montanha Wuyi,província de Fujian
Competição de produtos feitos de barro foi realizada em Chongqing
O mar de nuvens na alvorada do inverno na cidade de Puer, província de Yunnan
Vista aérea do Lago Oeste em Hangzhou
Festival Internacional de Circo da China realizado em Zhuhai

Notícias

Sinologista francês elogia êxitos da China no desenvolvimento dos direitos humanos
Economia digital representará metade do PIB da China até 2023, diz IDC
Comissário de direitos humanos da ONU enaltece contribuição da China
Entrevista com Rui Manuel de Sousa Rocha,presidente do Centro de Estudos e Inovação sobre Economia Azul na Região da Grande Baía
Estudioso latino americano elogia esforço da China para a promoção dos direitos humanos internacionais
Comentário: Progresso dos direitos humanos em Xinjiang é fato indiscutível