Comentário: mercado chinês é muito atraente

Published: 2019-11-04 16:40:13
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

A segunda Exposição Internacional de Importações da China (CIIE, na sigla em inglês) começará nesta terça-feira (5) em Shanghai. Por causa do sucesso da primeira edição realizada no ano passado, mais de três mil empresas provenientes de mais de 150 países e regiões do mundo vão participar da edição deste ano. Sob o contexto da desaceleração da economia mundial, o mercado chinês é muito atraente.

A CIIE é a primeira exposição em nível nacional sobre importações no mundo e também uma importante medida da China para abrir seu mercado. No ano passado, o valor dos negócios assinados na primeira CIIE atingiu 57,83 bilhões dólares. Muitos produtos estrangeiros entraram no mercado chinês por esta plataforma. Por exemplo, o menor marcapasso cardíaco do mundo, os óculos de leitura dobráveis até 9 mm e a faca gama avançada da Suíça, entre outros.

Neste ano, mais empresas e mais produtos vão participar da CIIE. Os organizadores já expandiram a área e as cabines, mas ainda não podem satisfazer as exigências dos participantes. Empresários estrangeiros sabem que com a ascensão do protecionismo e do unilateralismo, o mercado chinês é uma oportunidade indispensável. Muitos produtos serão lançados pela primeira vez no mundo ou na China. Mais de 300 eventos concernentes vão ser realizados concomitantemente.

O presidente francês, Emmanuel Macron, e outros líderes estrangeiros estarão presentes na cerimônia de abertura. Vale ressaltar também que empresas norte-americanas aumentam 20% em comparação com o ano passado e ocuparão a maior área da exposição. Mais de 200 empresas de Hong Kong vão participar do evento, aumentando 40% em relação ao ano passado.

A economia chinesa traz bastante confiança para os empresários estrangeiros. Nos primeiros três trimestres deste ano, o PIB chinês cresceu 6,2%, sendo o maior entre os principais blocos econômicos do mundo. A utilização de novas tecnologias e a população de 1,4 bilhão de pessoas são as importantes vantagens do mercado chinês.

Na CIIE do ano passado, a China declarou que vai importar, nos próximos 15 anos, US$30 trilhões em produtos e US$10 trilhões em serviços. Além disso, o presidente chinês, Xi Jinping, anunciou muitas medidas para continuar melhorando o ambiente comercial do país.

A CIIE é um palco construído pela China para todo o mundo fazer shows. Perante as incertezas em desenvolvimento, o mundo precisa mais confiança de abertura e cooperação do que nunca. A segunda CIIE vai quebrar o protecionismo e promover as cooperações do comércio internacional.

Tradução: Luís Zhao

Revisão: Diego Goulart

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Shanghai intensifica preparativos para a 2ª Exposição Internacional de Importação da China
Conferência Mundial sobre Veículos Inteligentes Conectados 2019 abre em Beijing
Paisagem de folhas vermelhas na cidade Jinan
Tecnologia 5G é demonstrada na Conferência Mundial da Internet
Paisagem de outono de Yading, na província de Sichuan
Vila dos atletas para Jogos Mundiais Militares 2019

Notícias

Documentário produzido pelo CMG apresenta Shanghai aos participantes da CIIE
Secretário-geral da UNCTAD elogia Exposição Internacional de Importações da China
Xi Jinping enfatiza administração de metrópoles chinesas
Tragédia de Essex: preconceito não esconde fatos
Mais de um terço dos 64 países participantes estrearão na 2ª CIIE
Li Keqiang chega ao Uzbequistão para reunião da OCS e visita oficial