Comentário: atualização do ambiente de negócios na China emite bons sinais para investimento estrangeiro

Published: 2019-10-24 20:33:19
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Segundo o Relatório do Ambiente de Negócios Mundial de 2020 divulgado hoje (24) pelo Banco Mundial (BM), a China ficou no 31º lugar do ranking da entidade, 15 lugares acima do ranking do ano passado. Além disso, a China ainda está entre os dez países com maior aperfeiçoamento de ambiente comercial pelo segundo ano consecutivo. Estes ganhos demostram os resultados no aprofundamento da reforma e ampliação da abertura.

Desde o 18º Congresso do Partido Comunista da China (PCCh), a China tem adotado uma série de medidas para reduzir impostos, simplificar trâmites e aperfeiçoar serviços, melhorando muito o ambiente comercial. O mesmo relatório divulgado no ano passado pelo BM também elogiou o aprimoramento do ambiente comercial. Tudo isso emite bons sinais para os investidores estrangeiros que têm interesse pelo mercado chinês.

A China aprovou em março passado a Lei de Investimento Estrangeiro, dando estipulações claras sobre proteção de propriedade intelectual e tecnologias, tratamento igual tanto às empresas estrangeiras quanto às domésticas entre outras, dando uma garantia para o melhoramento do ambiente comercial.

O país asiático ainda respeita as regras e costumes do comércio internacional, tratando de forma igual a todas as empresas inscritas no país. Este ano, o governo chinês já lançou mais de 130 medidas de reformas para a interconexão com os padrões internacionais, elevando ainda mais a competitividade internacional do ambiente comercial no mundo.

A China ainda está se esforçando pela oferta de facilidade aos intercâmbios comerciais. Desde 2018, o país asiático já elevou o nível de facilitação ao investimento, comércio e inscrição. O relatório revelou que o índice da maior elevação no ranking é a autorização no setor de arquitetura. Tomando a construção de instalações elétricas como exemplo, na China só é necessário passar por dois passos e 32 dias para receber uma licença, enquanto que em outras regiões do sudeste asiático, são necessários 4,2 passos e 63 dias.

Mesmo com queda do investimento direto estrangeiro no âmbito mundial, nos primeiros três trimestres, a China já atraiu 30,871 empresas estrangeiras com um investimento de 683,21 bilhões de yuans e um aumento de 6,5% em relação ao mesmo período do ano passado, o que demonstra o reconhecimento do ambiente comercial da China pelo mundo.

O presidente chinês, Xi Jinping destacou o estabelecimento de uma ambiente comercial de primeira categoria no mundo. A China está passando por uma fase de transformações, rumo ao desenvolvimento de alta qualidade. Neste processo, o melhoramento do ambiente comercial é uma condição indispensável.

O relatório ainda formulou algumas propostas para a China. O país realizará pesquisas e estudos profundos enquanto continua melhorando o ambiente comercial, dando mais oportunidades de investimento ao mundo.

Tradução: Li Jing

Revisão: Erasto Santo Cruz

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Vista aérea do Lago Oeste em Hangzhou
Festival Internacional de Circo da China realizado em Zhuhai
Reserva Nacional Natural de Wanglang, na província de Sichuan
Cenário de neve no parque Beiling em Shenyang
Panda gigante brinca na neve em Heilongjiang
Paisagem do lago Ruqin no ponto turístico de Lushan em Jiangxi

Notícias

Presidentes da China e do Suriname reúnem-se em Beijing
Presidente chinês salienta importância de cultivar talentos militares
Políticos dos EUA difamam a imagem da China com intenções sinistras, disse porta-voz da Chancelaria
Comentário: Investidores globais estão otimistas com o mercado de capitais da China
Compatriotas de Taiwan têm tratamento igualitário em mais setores na parte continental chinesa
Alto funcionário do PCCh critica ato dos EUA sobre Hong Kong