Comentário: revoluções coloridas não terão sucesso em Hong Kong

Published: 2019-09-06 20:13:55
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Durante as manifestações violentas de Hong Kong, alguns radicais declararam a “independência de Hong Kong”. Isso já tem uma característica das revoluções coloridas. O manipulador nos bastidores é a Fundação Nacional para a Democracia (NED, na sigla em inglês) dos Estados Unidos.

Essa fundação foi criada em 1983. É chamada de organização não-governamental (ONG), mas a maior parte de seu financiamento vem de subsídios do governo norte-americano. Sua principal tarefa é fazer revoluções coloridas em outros países para derrubar os regimes locais.

No século XXI, a NED se tornou uma organização sem escrúpulos e estendeu suas mãos na Venezuela, Ucrânia, Líbia, Síria, Tunísia e em mais de 100 outros países. Em 2015, a Rússia declarou a NED como uma organização non grata por causa das ameaças para a segurança do país.

A mídia de Hong Kong revelou que desde 1995, a NED já começava a financiar os opositores de Hong Kong e até 2015, o valor atingiu 3,95 milhões de dólares.

No entanto, as revoluções coloridas não vão conseguir sucesso em Hong Kong, porque o governo e o povo chinês têm firme determinação para defender a soberania, segurança e unificação da pátria.

Tradução: Luís Zhao

Revisão: Gabriela Nascimento

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Vista aérea do Lago Oeste em Hangzhou
Festival Internacional de Circo da China realizado em Zhuhai
Reserva Nacional Natural de Wanglang, na província de Sichuan
Cenário de neve no parque Beiling em Shenyang
Panda gigante brinca na neve em Heilongjiang
Paisagem do lago Ruqin no ponto turístico de Lushan em Jiangxi

Notícias

Presidentes da China e do Suriname reúnem-se em Beijing
Presidente chinês salienta importância de cultivar talentos militares
Políticos dos EUA difamam a imagem da China com intenções sinistras, disse porta-voz da Chancelaria
Comentário: Investidores globais estão otimistas com o mercado de capitais da China
Compatriotas de Taiwan têm tratamento igualitário em mais setores na parte continental chinesa
Alto funcionário do PCCh critica ato dos EUA sobre Hong Kong