China registra novos empréstimos crescentes em yuan na economia real

Fonte: Xinhua Published: 2019-09-03 18:04:55
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

A China registrou um crescente apoio financeiro à economia real, com os empréstimos em yuan aumentando a um ritmo mais acelerado nos primeiros sete meses deste ano.
  Os empréstimos pendentes que apoiam as atividades econômicas reais aumentaram 10,8 trilhões de yuans (US$ 1,5 trilhão) no período, um aumento anual de 780 bilhões de yuans ante os de 2018, de acordo com a Comissão Reguladora de Bancos e Seguros da China.
  A infraestrutura, um dos focos do apoio financeiro, registrou alta dos empréstimos pendentes no valor de 1,7 trilhão de yuans. O setor de alta tecnologia, as atualizações de manufatura e os serviços sociais também foram os principais objetivos de financiamento.
  Os empréstimos inclusivos para as pequenas e micro empresas aumentaram 26,5% no período, enquanto seus custos gerais de financiamento caíram mais de um ponto percentual.
  A China tem intensificado os esforços para melhorar a eficiência do financiamento para a economia real, com medidas direcionadas para expandir os acessos de financiamento e reduzir os custos de financiamento para as micro e pequenas empresas.

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Paisagem outonal do lago Yamzbog Yumco no Tibet na China
Começa novo semestre da escola na China
Metrô para Aeroporto de Daxing será inaugurado em setembro
Paisagem noturna da cidade Manzhouli
China lança medalha comemorativa do 70º aniversário da fundação da República
Expo Smart China 2019 em Chongqing

Notícias

China divulga primeiro Livro Branco sobre segurança nuclear
China registra novos empréstimos crescentes em yuan na economia real
Primeiro-ministro britânico reitera Brexit no final de outubro
Governo de Hong Kong afirma que aumento de violência ilegal é de natureza terrorista
Rio de Janeiro sedia competição de chinês para alunos brasileiros
Boletim Oficial de RAEM oficializa resultado da eleição de Ho Iat Seng como Chefe do Executivo