Comentário: EUA aplicam padrões duplos para rotular China como manipuladora cambial

Published: 2019-08-08 22:11:13
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

O Departamento do Tesouro dos EUA classificou recentemente a China como um país manipulador da taxa de câmbio. Neste caso, os norte-americanos aplicaram completamente padrões duplos.

Por mais de um ano, alguns americanos pressionaram o Fed várias vezes para que diminuísse as taxa de juros com a intenção de desvalorizar o dólar. Por causa disso, o Fed teve que declarar um corte nas taxa de juros no dia 31 de julho. Isso causou grande insatisfação em muitas personalidades norte-americanas. Quatro ex-presidentes do Fed publicaram na imprensa um artigo, dizendo que os EUA precisam de um Fed independente.

Isso também demonstrou que quem manipulou a taxa de câmbio foi os EUA. No entanto, Washington rotulou infundadamente a China como manipuladora cambial.

O fato é que a China nunca usou e nem usará a taxa de câmbio como uma maneira para resolver as disputas comerciais. Por um lado, a competitividade internacional da China não foi conseguida por manipular a taxa de câmbio. Por outro lado, a manipulação cambial não corresponde aos interesses da China que está buscando um desenvolvimento econômico de alta qualidade.

Tradução: Luís Zhao

Revisão: Gabriela Nascimento

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Paisagem noturna de Nanchang, capital da província de Jiangxi
RoboMaster, uma competição de robótica anual da China
Aproveite a melhor estação do ano em Yajiang
LEGO abre sua primeira loja em Xi'an
Paisagem do ponto cênico de Hongcun, província de Anhui
Parada de Wushu e de Danças de Dragão e de Leão realizada em Macau

Notícias

Comércio exterior da China cresce 4,2% até julho
Reservas de divisas da China somam US$ 3,1037 trilhões em julho
Invest São Paulo Day em Shanghai reúne banqueiros e empresários chineses e brasileiros
Difamar a China como “manipuladora da moeda” é ato típico do unilateralismo dos EUA
Venezuela condena “embargo econômico completo” dos EUA
DiDi Chuxing inicia operações em Santiago do Chile