China condena leilão em Londres de relíquias chinesas saqueadas

Published: 2018-04-10 17:23:44
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

A Administração Estatal de Patrimônio Cultural da China condenou nesta terça-feira (10) a casa de leilões Canterbury, em Londres, por leiloar relíquias suspeitas de terem sido saqueadas do Palácio do Verão, em Beijing, e por veicular campanhas publicitárias que fazem referências a guerras travadas com o país. A China informou que vai estimular o retorno ao país do patrimônio cultural perdido ilegalmente, usando todos os meios necessários, conforme os convênios internacionais e regulamentos jurídicos da China.

Segundo informações da galeria londrina, o objeto a ser leiloado nesta quarta-feira (11) é uma peça rara de bronze datada de 2.700 a 3.000 anos atrás, do período Zhou do Oeste da China. O artigo teria sido saqueado pelo capitão britânico Harry Lewsi Evans no Palácio de Verão, na capital chinesa.

A Administração chinesa pediu à casa de leilões que suspendessem o leiloado e publicidade da relíquia, mas a solicitação foi recusada nesta segunda-feira (9) pela empresa britânica.

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Jato fabricado na China completa teste de voo com ventos cruzados
Amadores do Tai Chi praticam numa floresta de árvores de pêra
Vila Bo'ao
Museu Nacional de Alexandria, Egito
Um ginásio especial em Chengdu
Visite grandes buracos naturais na terra em Yunnan

Notícias

China condena leilão em Londres de relíquias chinesas saqueadas
Xi Jinping anuncia medidas de alargar abertura da China
Xi Jinping profere discurso temático na abertura da conferência anual do Fórum de Boao para a Ásia 2018(atualizado)
Ásia seguirá liderando crescimento global por mais 20 anos, dizem especialistas
Xi’an sedia Fórum do Povo da Organização de Cooperação de Shanghai
Oito convidados discursam durante a Cúpula de Líderes de Mídia para a Ásia