Frota naval chinesa parte para exercício conjunto na Rússia

Fonte: Xinhua Published: 2017-09-13 20:34:14
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Uma frota naval chinesa zarpou nesta quarta-feira de um porto na cidade costeira de Qingdao, na Província de Shandong (leste), para participar de um exercício militar com a marinha russa em Vladivostok.

A frota consiste do destróier de mísseis Shijiazhuang, fragata de mísseis Daqing, navio de fornecimento abrangente Dongpinghu e navio de resgate submarino Changdao, carregando helicópteros navais e veículos de resgate submarino em profundidade.

A simulação, que será realizada no Mar do Japão e Okhotsk, é a segunda fase de um exercício naval anual entre os dois países.

A primeira fase foi conduzida entre 22 e 27 de julho no Mar Báltico.

Em comparação com os exercícios anteriores do Joint Sea 2017, o local será expandido para o mar perto de Okhotsk pela primeira vez durante a segunda fase.

As forças navais de ambos os lados conduzirão, pela primeira vez, exercícios antissubmarino e de resgate submarino envolvendo várias armas, aeronaves e navios.

O exercício, parte de um programa anual, não se concentra em terceiros, de acordo com as fontes militares.

O objetivo é consolidar e avançar a parceria estratégica abrangente de coordenação entre a China e a Rússia, aprofundar a cooperação amigável e pragmática entre as duas forças armadas e melhorar as habilidades para lidar conjuntamente com as ameaças de segurança no mar.

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Ni Ni e Jing Boran posam juntos para "BAZAAR"
Canteiro de flores na Praça de Tiananmen
Paisagem de Shahu, no noroeste da China
Veja fotos do último dia do Rock in Rio 2017
Semana de Moda de Milão 2018
Exposição Gastronômica do Meio-Outono realizada em Chengdu

Notícias

UE adota medidas para enfrentar crise na segurança de alimentos
Beijing inicia construção de novo ponto de partida histórico
Lançado primeiro trem de carga refrigerado China-Rússia
Vice-premier chinesa é premiada pela Universidade de Nova York
Xi Jinping visita Exposição "Os 5 anos de mudanças da China"
Construção de alto padrão do subcentro de Beijing é promovida ordenadamente