Passeios em Beijing 2- Viagem de lazer no mundo da moda

Published: 2019-07-09 11:25:38
Comment
Share
Share this with Close
Messenger Messenger Pinterest LinkedIn

Beijing, cidade com uma história de três mil anos, é conhecida mundialmente por sua cultura esplêndida. Hoje, esta antiga capital chinesa se apresenta ao mundo com uma imagem moderna e vívida.

Quem visita Beijing pela primeira vez, inicia seu passeio pelo “eixo vertical” na cidade. A antiga cidade de Beijing era dividida por um eixo vertical de 7,8 km. Atualmente, o eixo de Beijing é considerado uma “linha cultural” da cidade. Formado na dinastia Yuan e desenvolvido nas dinastias Ming e Qing, o eixo vertical corta a cidade em partes simétricas. A forma é considerada pelos chineses um símbolo de ordem e de classificação social. Ele representa também o conceito de imparcialidade na cultura chinesa.

Ao longo do eixo vertical, os turistas podem encontrar muitos patrimônios culturais: a Cidade Proibida, o Parque Jingshan, o Templo do Céu, entre outros. Esse é o roteiro mais popular entre os turistas.

Depois que a cidade foi escolhida como anfitriã dos Jogos Olímpicos de 2008, o governo construiu ao longo do eixo complexos esportivos. Entre eles, o estádio “Ninho do Pássaro”, na parte leste, o Cubo Aquático, ao oeste, e o Parque Olímpico ao norte do eixo.

Hoje em dia, a arquitetura moderna se está cada vez mais popular entre turistas. Além de ser uma cidade com milhares de anos de história, Beijing é também uma metrópole moderna com muito a oferecer: Grande Teatro Nacional, Estádio Nacional “Ninho de Pássaro”, Centro Aquático Nacional “Cubo Aquático”, zona artística 798, Museu de Arte “Red Brick” e também as zonas comerciais mais populares, Sanlitun, Qianmen e The Place, entre outros. Nesses lugares, você pode encontrar shoppings com marcas luxuosas, restaurantes e lojas que vendem especialidades locais.

Beijing sediou com sucesso os Jogos Olímpicos em 2008. Desde então, o Estádio Nacional “Ninho de Pássaro” e o Centro Aquático Nacional “Cubo Aquático” se tornaram um novo cartão de visita de Beijing. O apelido Ninho de Pássaro vem pelas estruturas expostas de ferro e aço que se cruzam, semelhantes a um ninho. O estádio recebeu, além das cerimônias de abertura e encerramento, as provas de atletismo e a final do futebol. Em outubro de 2014, também acolheu o Superclássico das Américas, entre Brasil e Argentina.

Ao lado do estádio, se localiza o Centro Nacional de Natação. A construção é composta por muitas bolhas azuis em forma de cubo. Ao olhar para cima, a sensação de quem entra no Centro Aquático Nacional é de estar debaixo d'água. Revestido por três mil gigantescas bolhas de plástico translúcidos e ultra resistente, o centro foi construído para sediar competições da Olimpíada de Beijing. À noite, seu sistema de iluminação é capaz de emitir 16 milhões de tonalidades de cores, o que faz com que o grande cubo, sozinho, vire um espetáculo.

Inaugurado em 2007 com capacidade para 5452 pessoas sentadas, o Grande Teatro Nacional é a maior casa de ópera em Beijing. A estrutura consiste em uma grande cúpula de titânio que parece estar cortada ao meio e rodeada por um lago artificial. A obra foi idealizada com o objetivo principal de contrastar com as construções antigas ao seu redor. Quem entra no teatro, precisa caminhar por um túnel subaquático de 80 metros. O fotógrafo norte-americano, Jonathan Conti, uma vez disse: “apenas passar por esse túnel subaquático, seria uma experiência única.

Sanlitun é um dos lugares em Beijing que atraem mais pessoas durante a noite de que de dia. Os bares, restaurantes e shoppings ficam lotados, especialmente nos fins-de-semana. Os turistas assim descrevem área: aqui, Beijing vive noites de insônia.

Se você gosta de lugares que possuem elementos chiques, mas não são espaços totalmente modernos, sem nenhuma sensação tradicional chinesa, Qianmen é sua primeira opção.

Criado há 600 anos atrás durante a dinastia Ming, o local se situa no eixo vertical da antiga cidade de Beijing. Ele localiza-se exatamente na frente da Cidade Proibida, e por esta razão, testemunhou o desenvolvimento dessa cidade.

Hoje em dia, Qianmen já não é só uma rua comercial, com apenas marcas tradicionais. Ele é também uma área de cultura criativa. A livraria Page One é escolhida pelos chineses como uma das livrarias mais bonitas do país. O local tem espaços de leitura, de exposição e uma cafeteria. As prateleiras de livros são estendidas até o teto com muitos livros, em chinês e em outras línguas estrangeiras. Para o fotógrafo da revista National Geographic, Chad Case, Page One é seu lugar favorito em Beijing

Então, qual é seu lugar favorito nessa cidade? Venha descobrir! Bem-vindo a Beijing.

Share

Mais Populares

Galeria de Fotos

Mulheres da etnia Yao continuam tradição de manter cabelos longos
Caverna de gelo em Shanxi
Fotos sobre Ponte da Liberdade
Cenário do Lago Ronghu em Guilin, Região Autônoma Zhuang de Guangxi
Museu da Cultura Musical Mundial de Dalian
Turistas se divertem na praia Shilaoren em Qingdao

Notícias

​Consumo se torna principal força motriz do crescimento chinês
Ataque a carro-bomba mata seis pessoas em Afeganistão
Lanzhou pretende tornar-se novo ponto comercial no Cinturão e Rota
China tem 55 Patrimônios da Humanidade com o novo eleito pela UNESCO
Economia de Xinjiang cresce 40% nos últimos cinco anos
Qingdao sedia Feira Internacional de Direito Autoral